Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA e Universidade de Minho realizam curso internacional com foco em micologia e segurança alimentar

Publicado: Quinta, 19 Fevereiro 2015 07:51 | Última Atualização: Terça, 03 Fevereiro 2015 13:24
[caption id="attachment_77579" align="alignleft" width="249"]curso-verao2 Profissionais e estudantes em curso internacional na UFLA - colaboração Brasil/Portugal[/caption] Durante esta semana, de 2 a 6 de fevereiro, a Universidade Federal de Lavras (UFLA), em parceria com a Universidade de Minho (Portugal), realizam o curso internacional de verão - Avanços em Micologia Alimentar: do Garfo à Lavoura. Cerca de 50 profissionais e estudantes de pós-graduação participam do curso, de forma presencial e por vídeo- conferências, para atualização na área de micologia alimentar. Com carga horária de 40 horas, incluindo aulas teóricas e práticas, o curso representa um diferencial no currículo dos participantes. O programa inclui a participação de docentes de reconhecido mérito científico, do Brasil, Portugal e Itália. Entre os participantes, profissionais de diferentes regiões do País, representando uma ampla rede de instituições públicas e privadas que atuam na temática. [caption id="attachment_77580" align="alignright" width="249"]O curso conta com a participação de docentes do Brasil, Portugal e Itália O curso conta com a participação de docentes do Brasil, Portugal e Itália[/caption] A preocupação com a segurança alimentar está na agenda contemporânea. As leis e regulamentações internacionais estão cada vez mais rigorosas. Neste contexto, o curso intensivo realizado na UFLA aborda as novas técnicas e metodologias para análise rigorosa das micotoxinas, um problema global quando se trata de produtos destinados à alimentação humana e animal. Estima-se que 5 a 10% da produção mundial de alimentos sofra deterioração provocada por micro-organismos e que 15% das infecções provocadas por micro-organismos estejam relacionadas com os fungos filamentosos. Ações de internacionalização [caption id="attachment_77581" align="alignleft" width="249"]curso-verao5 Conteúdo inclui aulas práticas e teóricas[/caption] Entusiasmada com a realização do curso, a professora Rosane Schwan (DBI/UFLA) ressalta que a iniciativa vem ao encontro das metas de internacionalização, proporcionando maior visibilidade à Universidade e ao curso de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola. Ela destaca que os benefícios do curso extrapolam o compartilhamento do conteúdo, já que a troca de experiências entre os participantes abre novas oportunidades de intercâmbios e parcerias, que poderão render publicações com alto impacto científico. A ampliação da rede de colaboração também é destacada pelo professor Nelson Lima, da Universidade de Minho, atualmente em atividade na UFLA como professor visitante. Além do conteúdo, em áreas estratégicas do conhecimento, o professor reconhece que o curso possibilita aos participantes novas oportunidades de colaboração com pesquisadores e profissionais atuantes no país e no exterior. “Essa é uma ação concreta de internacionalização. Saímos, todos, muito mais enriquecidos”, considera o professor, que também é diretor da coleção Micoteca da UMU, uma das principais coleções de fungos filamentosos da Europa. [caption id="attachment_77582" align="alignright" width="249"]Micotoxinas - uma preocupação para a segurança alimentar Micotoxinas - uma preocupação para a segurança alimentar[/caption] Micotoxinas e mudanças climáticas As aulas previstas na programação do curso trazem conteúdos relevantes para uma formação e atualização diferenciada. Entre os temas em destaque, o impacto das mudanças climáticas na segurança alimentar, que será apresentado pela professora da Università Cattolica del Sacro Cuore (UCSC – Itália). Para o professor Cledir Santos (MUM), também em atividade na UFLA como professor visitante, a segurança alimentar, analisada da perspectiva das mudanças climáticas, é um desfio urgente, sobretudo para países como o Brasil, considerado o celeiro do mundo. Ele ressalta que os produtores devem se atentar para a necessária utilização de tecnologias e boas práticas agrícolas para se evitar a proliferação de micro-organismos e micotoxinas. “Com o aumento do calor e umidade, e as consequentes mudanças nas áreas de produção, há a predição de ocorrência de micotoxinas em áreas agrícolas onde não havia”, orienta o professor. O curso [caption id="attachment_77583" align="alignleft" width="249"]O curso é fruto da colaboração entre UFLA e Universidade de Minho - Portugal O curso é fruto da colaboração entre UFLA e Universidade de Minho - Portugal[/caption] O Curso Internacional de Verão é organizado pela equipe da Coleção de Culturas da Microbiologia Agrícola da UFLA, em parceria com a Micoteca da Universidade de Minho e apoio do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e Núcleo de Estudos em Fermentações (Nefer/UFLA).  Participam da comissão organizadora os professores: Rosane Schwan, Nelson Lima (MUM), Roberta Piccoli, Disney Dias, Cledir Santos (MUM) e Paola Battilani (UCSC). Assista ao vídeo de boas-vindas do curso, com o reitor da Universidade de Minho, professor António Cunha. No vídeo, o reitor destaca a relevante parceria entre a UFLA e a universidade portuguesa.
Com informações de Wagner Schiavoni – Bolsista ASCOM – DBI
 

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.