Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Internacionalização: estudantes finalizam o curso de verão “Português como Língua Estrangeira”

Escrito por DCOM | Publicado: Sexta, 06 Março 2015 14:29 | Última Atualização: Terça, 03 Março 2015 13:53
[caption id="attachment_80836" align="alignright" width="249"]Professora Débora com os alunos da primeira turma do curso Professora Débora com os alunos da primeira turma do curso; na foto, a presença das profissionais da limpeza[/caption] Para os estrangeiros em atividades de graduação e pós-graduação na Universidade Federal de Lavras (UFLA), mais uma etapa importante acaba de ser finalizada. O primeiro curso de verão “Português como Língua Estrangeira”, ofertado pela instituição, foi concluído na sexta-feira (27/2). O clima na sala de aula era mais do que contagiante. Os alunos estavam emocionados por finalizar mais uma etapa na Instituição, reconhecendo a importância do conhecimento adquirido no curso intensivo. Com início na no dia 2 de fevereiro, as aulas foram realizadas de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h, totalizando em 60 horas (4 créditos). O curso é ministrado pela professora do Departamento de Educação (DED) Débora Racy Soares e tem o apoio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG), Diretoria de Relações Internacionais (DRI) e Departamento de Educação (DED). Para a professora Débora, os alunos tiveram a oportunidade de ter maior conhecimento da Língua Portuguesa, tanto formal quanto informal. Além disso, as atividades intensivas em sala de aula permitiram que os estrangeiros ficassem mais desinibidos para se comunicarem. “Trabalhamos nos pontos que eles possuem mais dificuldades, seja na pronúncia ou na escrita”, relata Débora. O colombiano Lermen Forigua, estudante de mestrado na UFLA, ressalta o esforço da universidade em propiciar cursos voltados para os estrangeiros. “O curso vai além do ensino, pois, também vimos os diversos aspectos da cultura brasileira”, comenta Lermen, que está há sete meses no Brasil. Visão dos alunos estrangeiros [caption id="attachment_80837" align="alignleft" width="249"]As profissionais da limepsa Juliana Petronilho e Neuza Barros: acolhimento dos estudantes estrangeiros As profissionais da limpeza Juliana Petronilho e Neuza Barros: acolhimento dos estudantes estrangeiros[/caption] A colombiana Ingris Hernandez iniciará nesse ano o mestrado na UFLA. Ela chegou há apenas um mês, sem nenhum conhecimento da língua portuguesa, e já consegue dialogar com facilidade, após concluir o curso “Português como Língua Estrangeira”. “Antes eu ficava com medo de conversar com as pessoas. Foi muito proveitoso para mim, pois agora, consigo combinar as frases e pronunciar corretamente as palavras”, comenta Ingris. Já o peruano Carlos Millones, estudante de doutorado na UFLA, relata que mesmo após um ano no Brasil, ainda possuía muita dificuldade para se comunicar. Mas, hoje, Carlos conta que já se sente confiante até mesmo para fazer apresentações de trabalhos. O mesmo ocorreu com a cubana Hilda Beatriz Wenesmo que, após seis meses no Brasil, ainda tinha problemas para conversar com a sua equipe de trabalho de pós-doutorado da UFLA. Ela relata, que com o curso de português foi possível ter grande melhoria com relação à pronúncia. Para os alunos, a dedicação da professora Débora foi essencial para que eles apresentassem resultados positivos. A colombiana Silvia Martinez, há um ano no Brasil, prestes a iniciar o mestrado, afirma que conseguiu atingir uma boa qualificação no exercício da língua portuguesa devido à forma de ensino realizada por Débora. “A sua maneira de transmitir o conhecimento é fácil, por isso, consegui captar muito bem o que era ensinado na aula”, afirma Silvia. Além da sala de aula O contato dos estrangeiros com o português vai além das salas de aulas. Apesar de o curso ter sido realizado em período de férias, momento em que a universidade conta com poucos estudantes, os estrangeiros tiveram a oportunidade de dialogar com outras pessoas que trabalham na instituição. Os alunos da primeira turma do curso “Português como Língua Estrangeira” contam que conversavam diariamente com as profissionais da limpeza Juliana Petronilho da Silva e Neuza Barros. É válido ressaltar que esse contato também foi de grande valia para as funcionárias da Instituição. “Eles são muito harmoniosos, sempre nos procuram para conversar. Foi uma benção estar com eles durante esse mês, e vamos sentir muita falta”, relata Juliana. O mesmo sentimento foi compartilhado por Neuza: “Eles possuem algo diferente, uma alegria contagiante. Mas creio que esse clima também seja por conta da dedicação da professora Débora com todos os meninos”, comenta. Português como Língua Estrangeira “Português como Língua Estrangeira” faz parte do Plano de Internacionalização, que prevê, entre outras metas, a atração de estudantes, professores e pesquisadores estrangeiros para atuarem na Universidade. De acordo com a professora Débora já está programado um novo curso, que iniciará no mês de março, visto que, novos estrangeiros chegaram a UFLA. Os interessados deverão se inscrever até 6 de março (sexta-feira) no site da Diretoria de Registro Acadêmico (DRCA), onde deverá ser feita a inclusão da disciplina “Português como Língua Estrangeira”. Apesar de o curso ser destinado aos alunos de pós-graduação, Débora ressalta que estudantes de graduação também podem participar como ouvinte. O curso também terá duração de 60 horas (4 créditos). Texto: Camila Caetano – jornalista bolsista/UFLA