Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor do DCS participou de evento sobre solo promovido pela ONU

Publicado: Terça, 10 Março 2015 10:47 | Última Atualização: Sexta, 06 Março 2015 14:27
SAMSUNG DIGITAL CAMERAO manejo sustentável do solo em empreendimentos foi o tema de um encontro promovido pelo programa Pacto Global (Global Compact) da Organização das Nações Unidas (ONU), no dia 5 de março, em São Paulo. O professor Yuri Lopes Zinn, do Departamento de Ciência do Solo da UFLA (DCS), foi um dos convidados e realizou uma palestra sobre o assunto. O evento teve o intuito de formular uma lista de princípios que devem nortear as empresas participantes. Essa lista será apresentada na próxima Assembleia Geral da ONU, em setembro: o encontro em São Paulo foi um dos cinco eventos relacionados ao tema, um realizado em cada continente, entre líderes do setor privado e especialistas em Ciência do Solo. O professor ressalta o objetivo de identificar fragilidades e definir princípios e metas para o uso adequado do solo, não somente no agronegócio, como também em praticamente todos os setores da economia. Entre os princípios, duas necessidades foram destacadas: de apoiar a extensão rural, em praticamente todo o mundo; e de promover o conhecimento sobre as funções ecológicas do solo ao público geral. Ano Internacional do Solo SAMSUNG DIGITAL CAMERAO evento ocorreu justamente em 2015, declarado pela ONU o Ano Internacional do Solo. Assim, foi incluso em suas iniciativas. Para o professor Yuri, a coincidência traz a oportunidade de ampliar a divulgação sobre o solo, “componente do ambiente menos conhecido pelo público”, diz. “Eventos globais como esse devem ser amplamente divulgados. No entanto, nem sempre isso basta: 2013 foi o Ano Internacional da Cooperação Hídrica da ONU, mas, ironicamente, dois anos depois, o Brasil vive a pior crise hídrica da sua história recente”, ressaltou o professor.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.