Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Profissionais de ensino da rede municipal passaram pela 1ª capacitação do projeto Educação Conectada

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quarta, 18 Março 2015 10:24 | Última Atualização: Sexta, 13 Março 2015 14:43
image024O projeto Educação Conectada, desenvolvido pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) em parceria com a Prefeitura do município, chegou a mais uma etapa. Nessa quinta-feira (12/3), cerca de 750 profissionais das escolas municipais estiveram no Salão de Convenções da Universidade para receber a primeira capacitação do projeto, ministrada pelo chefe do Departamento de Ciências da Computação (DCC), professor Joaquim Quinteiro Uchoa. Professores, diretores, orientadores e supervisores receberam os tablets do projeto e, com as instruções do professor Joaquim, tiveram uma introdução à sua utilização. Os profissionais foram divididos em duas turmas (manhã e tarde) e cada uma delas passou por quatro horas de formação.  De acordo com a professora do DCC e coordenadora do projeto, Ana Paula Melchiorio, o objetivo desse primeiro encontro foi auxiliar a equipe do município no contato com o recurso tecnológico, com instruções relativas às formas de manuseio, às configurações e ao acesso ao conteúdo didático já disponibilizado. Outras etapas de formação dos profissionais para atuação no projeto ocorrerão periodicamente. A próxima atividade deverá ser realizada em abril. Professora Ana Paula avaliou de forma positiva a receptividade dos profissionais. “Percebemos que muitos, mesmo sem familiaridade com as novas tecnologias, no docorrer da primeira capacitação foram se mostrando atraídos pelas funcionalidades dos tablets”, comenta. A abertura do evento no período da tarde teve a presença da coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Adriana Bertolucci. Ela incentivou a equipe a apostar na nova image027ferramenta. “Agora é a hora de todos perderem a desconfiança em relação à tecnologia, se abrirem às suas potencialidades e empregarem-na na Educação”. Para Adriana, a expectativa do município é de que o projeto contribua na melhoria contínua do processo de ensino-aprendizagem e colabore, assim, para elevar os índices educacionais, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A Secretária Municipal de Educação Amaryllis Maria Pádua Castro, que esteve presente na abertura da capacitação promovida pela manhã, destacou a importância do Educação Conectada. “Estamos muito confiantes nesse novo instrumento. Hoje não podemos fechar os olhos para a tecnologia e para o que ela pode acrescentar à Educação”, disse. Com 16 anos de experiência no magistério, a professora Suely Teixeira Botelho, da Escola Municipal Álvaro Botelho, conta que já há algum tempo introduz a informática nas aulas. Ela trabalha atualmente com o primeiro ano do Ensino Fundamental e participou da capacitação. “As crianças ficam muito motivadas a aprender dessa forma, porque a tecnologia já faz parte da realidade de grande parte delas, em casa”, comenta. Suely aposta em recursos como jogos, músicas e filmes para despertar a atenção de seus alunos; por isso, diz que o projeto será apoio importante nas aulas. [caption id="attachment_81549" align="alignright" width="249"]image056 Atualmente, 42 bolsistas estão envolvidos com o projeto Educação Conectada.[/caption] Saiba mais sobre o projeto Educação Conectada Lançado em 2014, o projeto foi desenvolvido no DCC em parceria com o município. Trata-se da disponibilização de acesso virtual a conteúdos didáticos para todos os alunos da rede municipal de ensino, acompanhada de um processo de capacitação e formação dos profissionais das escolas. A Prefeitura adquiriu tablets para uso dos alunos de sua rede durante as aulas e instalou uma rede de fibras ópticas que interliga as escolas e está conectada a um servidor localizado na UFLA, onde fica armazenado todo o material da grade curricular de cada série da educação básica. Na UFLA, foi feita a criação do ambiente virtual que abriga o conteúdo didático de apoio às aulas. O Portal Educacional foi nomeado como Ambientes Virtuais das Escolas de Lavras (Leva). A configuração dos dispositivos portáteis, o suporte técnico e a capacitação de professores, supervisores e diretores das escolas também são atribuições da Universidade na parceria. Com as capacitações, o objetivo é garantir que a equipe pedagógica do município fique apta a orientar a utilização dos tablets pelos alunos e, se for o caso, a abastecer a nova ferramenta com conteúdos mais específicos. Para acrescentar novos conteúdos aos já existentes, a prefeitura está formando uma rede de profissionais que ficarão responsáveis por essa tarefa. Qualquer material a ser incluído deverá passar pela avaliação da Secretaria Municipal de Educação. Após o trâmite, os professores poderão procurar o Laboratório de Educação Conectada (Leduc/DCC/UFLA), onde há uma equipe de 42 bolsistas envolvidos com o projeto e aptos a fornecer o suporte necessário. Nas escolas, os tablets deverão ser utilizados por turmas do 1º a 9º ano do Ensino Fumdamental. Estudantes dos turnos da manhã e da tarde compartilharão os dispositivos, ou seja, o mesmo aparelho será utilizado pela manhã por um estudante e à tarde por outro, otimizando o recurso. Ao todo, o benefício chegará a 11 mil estudantes. De acordo com a professora Ana Paula, o Educação Conectada tem chamado a atenção de outros municípios, que já procuraram a UFLA, interessados em conhecer o processo.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.