Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

InovaCafé realiza workshop com lideranças nacionais para prospecção de demandas do setor cafeeiro

Publicado: Sexta, 24 Abril 2015 08:50 | Última Atualização: Segunda, 20 Abril 2015 14:59
[caption id="attachment_83492" align="alignleft" width="249"]Secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais ressalta importância do setor cafeeiro em workshop na UFLA Secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz Filho, ressalta importância do setor cafeeiro em workshop na UFLA[/caption] A Agência de Inovação do Café (InovaCafé) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) promoveu na quarta-feira (15/4) o workshop “Agência de Inovação do Café (InovaCafé): soluções por meio da tríplice hélice”. O objetivo do evento foi reunir representantes de instituições públicas e privadas ligadas ao setor cafeeiro, ouvindo suas demandas, bem como apresentar a InovaCafé como espaço de convergência entre essas instituições, a UFLA e o governo. O workshop contou com a presença do Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz Reis Filho e do deputado estadual Emidinho Madeira, vice-presidente da Comissão de Agropecuária da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Estiveram presentes representantes de instituições e entidades de classe e, dentre elas, foram apresentadas as demandas da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais, Conselho Nacional do Café (Faemg), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). [caption id="attachment_83494" align="alignright" width="249"]Diretor da Inovafé, professor Luiz Gonzaga, destaca benefícios do modelo em tríplice hélice Diretor da Inovafé, professor Luiz Gonzaga, destaca benefícios do modelo em tríplice hélice[/caption] Para abrir o evento, a vice-reitora da UFLA, Édila Vilela Von Pinho, apresentou a Universidade e ressaltou que, trabalhando com café, direta ou indiretamente, a UFLA possui 128 docentes, incluindo engenheiros agrônomos, biólogos, administradores e profissionais de outras áreas. Assim, consolida-se como um importante polo de convergência de atividades de ensino, pesquisa, extensão e inovação relacionada ao setor. O diretor da InovaCafé, Luiz Gonzaga de Castro Júnior, apresentou o modelo de gestão baseado na Tríplice Hélice, que tem como base a parceria: as instituições apresentam suas demandas, a universidade responde a essas questões com projetos e serviços e o governo fomenta e regulamenta o processo. A ideia é que essas “instituições participem com a gente de um conselho consultivo da Inovacafé, que por sua vez visa a soluções de problemas por meio de produtos, serviços e métodos tecnológicos e de inovação para a sociedade.” Para o professor de cafeicultura Rubens José Guimarães, o evento alcançou seu objetivo: “Pude perceber que os representantes das instituições sentiram na Inovacafé um ponto de convergência de todos os elos e esse foi o maior ganho do workshop. Podemos dizer que formamos um embrião de um conselho consultivo”, e ainda completa: “É apenas o início de muito trabalho de interação”. [caption id="attachment_83495" align="alignleft" width="249"]A Inovacafé é apresentada como espaço de articulação entre academia, mercado e governo. Representações nacionais apresentam suas demandas. A Inovacafé é apresentada como espaço de articulação entre academia, mercado e governo. Representações nacionais apresentam suas demandas.[/caption] Para dar continuidade, portanto, ressalta-se a importância do modelo da tríplice hélice, o que inclui o apoio do governo. De acordo com o secretário João Cruz, em Minas Gerais o café é o segundo item na pauta de exportações. “A Secretaria de Agricultura está atenta aos desafios do produtor rural mas, para ajudá-los, temos que transcender as fronteiras do governo. A pesquisa pura e simplesmente não é suficiente para o setor se desenvolver, temos que levar a tecnologia para o produtor”, destacou, ressaltando, portanto, a importância das parcerias e desenvolvimento de todos os elos da cadeia produtiva. O deputado estadual Emidinho Madeira comentou também a dificuldade que os pequenos cafeicultores passam, uma vez que o conhecimento prático não é suficiente para uma produção sustentável. Uma das demandas apresentadas pelo deputado foi o fato de muitas vezes os produtores terem que se virar em cima de “boatos”, sem dados reais sobre quantidade de sacas anuais, por exemplo, e acabam sendo prejudicados. A Agência de Inovação do Café A Agência de Inovação do Café (InovaCafé) é sediada no câmpus da Universidade Federal de Lavras (UFLA). No entanto, a Agência não é uma instituição à parte ou somente um espaço físico. Ela se consolida como uma entidade de articulação entre a UFLA e outras instituições estaduais, nacionais e até internacionais. Um dos objetivos da criação da InovaCafé, em 2014, foi o de superar um abismo entre o conhecimento produzido na Universidade e a sociedade que demanda soluções para o setor. Dessa forma, “o princípio da InovaCafé é buscar soluções por meio de produtos, serviços e métodos tecnológicos e de inovação para a sociedade”, aponta o diretor da Agência, Luiz Gonzaga. Dentre outras missões, a Agência formula e desenvolve projetos de extensão em interface com a pesquisa que proponham soluções inovadoras e transformadoras para os problemas relacionados ao café em múltiplas dimensões: políticas, ambientais, culturais, sociais, tecnológicas, territoriais e administrativas, em atuação multidisciplinar envolvendo outras agências e setores da UFLA. Fazem parte da InovaCafé:
  • Setor de Cafeicultura do Departamento de Agricultura;
  • Polo de Excelência do Café – PEC da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais – Sectes/MG;
  • Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café – INCT/Café do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq;
  • Núcleo de Estudos em Cafeicultura – NECAF, do Departamento de Agricultura;
  • Secretaria administrativa da Revista Coffee Science;
  • Bureau de Inteligência Competitiva do Café da Sectes-MG/Fapemig;
  • Centro de Inteligência em Mercados do Departamento de Administração e Economia;
  • Centro de Trainee em Mercados do Departamento de Administração e Economia;
  • Centro de Armazenamento e Controle de Defensivos Agrícolas;
  • Laboratório de Análises Avançadas e Biotecnologia.
  • Polo de Tecnologia em Pós-Colheita do Café;
  • Polo de Tecnologia em Qualidade do Café;
  • Coordenação Institucional do Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café;
  •  Unidade de Torrefação de Café;
  •  Núcleo de Estudos em Qualidade, Industrialização e Consumo de Café (QICafé)
  • Unidade de Difusão Virtual de Tecnologias – Café Web TV da Sectes-MG/Fapemig e a ligado à Rede Social do Café
Texto: Marina Botelho -  Jornalista/bolsista Rede Social do Café/Consórcio Pesquisa Café.