Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Confira reportagem da TVU sobre missão de professores da UFLA na África

Publicado: Sexta, 29 Mai 2015 14:07 | Última Atualização: Quinta, 28 Mai 2015 12:32
missao-africaProfessores da Universidade Federal de Lavras (UFLA) participaram de uma missão técnica para diagnóstico da cultura do algodão na África, no período de 3 a 17 de maio. Os professores Antonio Carlos Fraga (DAG), Renato Mendes Guimarães (DAG), Wilson Magela Gonçalves (DAG), Alessandro Veloso Vieira (DEG) e Pedro Castro Neto (DEG) visitaram dois dos três países que faziam parte da missão: Quênia e Tanzânia.  O roteiro da viagem teve que ser alterado por causa de um golpe de estado instalado em Burundi, exatamente no dia em que a delegação chegaria ao país africano. Depois da missão, em segurança em solo brasileiro, a equipe de professores recebeu a equipe da TV Universitária para mostrar as impressões da viagem e a importância do projeto. Mesmo com o susto e alteração do roteiro, os professores garantem que a UFLA tem condições de contribuir para a melhoria das condições dos produtores africanos, por meio do compartilhamento de tecnologias e orientação técnica. Internacionalização Em 2014, a UFLA foi convidada para dar sequência, como coordenadora, do projeto Cotton Victória, que prevê a promoção da cadeia produtiva e a melhoria técnica da cotonicultura nos países africanos. O projeto é resultado de um acordo entre a UFLA e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério de Relações Exteriores – Itamaraty e tem o apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). A participação da UFLA se deve à sua experiência centenária na formação técnica de profissionais e de geração e difusão de tecnologias na área de ciências agrárias. O projeto, que terá duração de quatro anos, visa à capacitação dos técnicos envolvidos na produção de algodão nesses países, para o aperfeiçoamento de sistemas de produção mais eficientes e a formação de uma rede de tecnologia regional de algodão. A visita aos países que participam do projeto visa à prospecção de demandas, avaliação das áreas e instalações para produção de algodão, instalação de unidades de demonstração, formação de pessoal e ações de extensão rural com agricultores dos três países. Confira a reportagem de Sérgio Wagner Júnior, com imagens de Rodolfo Higino.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.