Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA inicia curso de pós-graduação em extensão ambiental para técnicos da Emater

Escrito por Cibele | Publicado: Sexta, 19 Junho 2015 08:11 | Última Atualização: Segunda, 08 Junho 2015 13:28
[caption id="attachment_87365" align="alignleft" width="249"]Cerca de 400 técnicos da Emater participarão do curso de Pós-Graduação Lato Sensu ofertado pela UFLA Cerca de 400 técnicos da Emater participarão do curso de Pós-Graduação Lato Sensu ofertado pela UFLA.[/caption] Foi realizada nesta segunda-feira (8/6), no Câmpus Histórico da Universidade Federal de Lavras (UFLA), a aula inaugural do curso de pós-graduação Lato Sensu “Extensão Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável”, que capacitará 400 técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG). A aula inaugural contou com a presença da vice-reitora, professora Édila Vilela de Resende Von Pinho; do presidente da Emater-MG, Amarildo José Brumano Kalil; do pró-reitor de Pós-Graduação, professor Alcides Moino Júnior; pró-reitor adjunto de pós-graduação Lato Sensu e coordenador do curso, professor Daniel Carvalho de Rezende; também coordenador do curso, professor Luiz Cláudio Paterno Silveira e do gerente regional da Emater–Mg em Lavras, Marcos Antônio Fabri Júnior. Também participaram da cerimônia técnicos ligados a diversas regionais da Emater no Estado. [caption id="attachment_87366" align="alignright" width="249"]Presidente da Emater destaca uma nova fase da assistência técnica no Estado Presidente da Emater destaca uma nova fase da assistência técnica no Estado[/caption] O curso de Pós-Graduação em Extensão Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável é realizado pela UFLA, por meio de convênio com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). É a primeira vez que a empresa oferece este tipo de capacitação, simultaneamente, para 20% de seu quadro técnico. Nas palavras do presidente da Emater, Amarildo Kalil, a importância de investir na capacitação do maior bem da empresa, os técnicos que fazem a ligação entre as instituições de ensino e pesquisa e o campo. Ele reforçou que os técnicos são peças fundamentais para a transmissão do conhecimento gerado nas universidades, para que as tecnologias sejam de fato colocadas em prática. Segundo o presidente, o curso representa uma nova fase da assistência técnica no Estado, que precisa atender às expectativas da sociedade para uma agricultura não apenas produtiva, mas também sustentável. Essa característica também foi reforçada pela vice-reitora, professora Édila Von Pinho, que destacou a importância da extensão como elo entre a tecnologia e o campo. Ela considerou que o curso será relevante para a capacitação dos técnicos, porém, numa via de mão-dupla, os professores também serão beneficiados, pois poderão aprender muito com a experiência dos técnicos, numa relação de aprendizado mútuo. [caption id="attachment_87367" align="alignleft" width="249"]O curso envolve envolvendo 32 unidades regionais da Emater O curso envolve envolvendo 32 unidades regionais da Emater. Foto: Thiago Fernandes/Emater[/caption] Maior programa de capacitação na história da Emater Durante a aula inaugural do curso de pós-graduação, foram apontados alguns diferenciais que o tornam especial. Primeiro, o curso é exclusivo para os técnicos da Emater–MG e foi totalmente estruturado para atender os extensionistas agropecuários e de bem-estar social. Ele conta com a experiência de mais de 30 anos do Centro de Educação a Distância (Cead/UFLA), incluindo toda infraestrutura necessária para oferecer a melhor plataforma de ensino a distância, com videoaulas, fóruns de discussão e material didático específico. Serão cinco polos presenciais de apoio ao curso: Lavras, Montes Claros, Teófilo Otoni, Viçosa e Uberaba, envolvendo 32 unidades regionais da Emater. Com dois anos de duração, os técnicos terão a sua disposição uma equipe treinada para dar suporte nos cinco módulos que compõem o projeto pedagógico: Bovinocultura; Agroecologia; Boas Práticas de Fabricação na Agroindústria de Alimentos; Educação Ambiental; e Produção Vegetal com Sustentabilidade. O curso também terá um módulo básico, onde serão tratados assuntos como agronegócio e extensão rural, a saúde do agricultor e da população exposta ao uso de agrotóxico e legislação aplicada à comercialização. A carga horária da pós-graduação é de 360 horas, com 120 horas de aulas presenciais e outras 240 horas à distância, via plataforma on-line. Devido à complexidade dos temas, que envolvem mais de 50 professores da Instituição, de seis departamentos, o curso conta com três coordenadores: Daniel Carvalho, Luiz Cláudio Silveira e Marcelo Márcio Romaniello. De acordo com o coordenador do curso, professor Daniel Carvalho, a expectativa sobre o curso só aumenta a responsabilidade da UFLA, em um projeto singular e grandioso. O professor reforçou que os técnicos terão a oportunidade de ter acesso a um conteúdo elaborado exclusivamente para as demandas da Emater, com a possibilidade de interação seja no ambiente virtual de aprendizagem, seja nos encontros presenciais. “Usaremos todas as ferramentas tecnológicas e de aprendizagem para que o curso seja apresentado e aproveitado da melhor maneira possível”, considerou. Para o gerente regional de Lavras, Marcos Fabri, a capacitação é sempre muito bem-vinda, pois visa aprimorar a atuação dos agricultores do Estado, tendo os técnicos como multiplicadores das informações e como difusores de novas tecnologias. “Como referência em assistência técnica no Estado, com presença em mais de 800 municípios de Minas Gerais, precisamos estar capacitados e atualizados sobre as formas mais adequadas de produzir, aliando produtividade com o viés ambiental”, concluiu.