Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Extensão: curso oferecido pelo Peti CSI levou a informática a pessoas com mais de 40 anos

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quinta, 02 Julho 2015 07:40 | Última Atualização: Segunda, 29 Junho 2015 13:32
[caption id="attachment_88858" align="alignleft" width="249"]image016 Em cerimônia oficial, participantes do curso +40 receberam seus certificados.[/caption] Desafios como dominar o mouse, utilizar o e-mail, interagir nas redes sociais virtuais e digitar textos foram vencidos pelo grupo de 19 participantes do Projeto +40, um curso de informática promovido por estudantes da Universidade Federal de Lavras (UFLA) vinculados ao Programa de Educação Tutorial Computação e Sistemas (Peti CSI), em parceria com o Projeto Galpão Cidadão. O público-alvo das atividades de extensão foram as pessoas com 40 anos de idade ou mais, que possuíam dificuldades na área de informática. Foram 72 horas de atividades, desenvolvidas desde março, com encerramento oficial realizado na sexta-feira (26/6), no auditório do Centro de Educação a Distância (Cead), Câmpus Histórico da UFLA. Para o aposentado José Lázaro Pereira, que recebeu o certificado do curso durante o evento, os conhecimentos de informática se tornaram essenciais para algo que lhe traz qualidade de vida: as corridas de rua. “Para fazer inscrição nas competições e saber dos eventos que estão ocorrendo pelo país, eu já não dependo mais da boa vontade das outras pessoas”, relatou. A cursista Vera Lúcia de Paula Santos comemora seu retorno ao mercado de trabalho, para atuação no Conselho Tutelar. Segundo ela, os conhecimentos adquiridos em informática contribuíram para essa nova conquista em sua vida. “Minha filha, quando me viu mexer no computador, confessou que achava que eu não iria conseguir. Mas ao perceber o quanto evoluí, ela me parabenizou admirada”, contou. [caption id="attachment_88862" align="alignright" width="249"]image041 A cursista Eunice Evangelista elogiou os estudantes que atuaram como professores no curso: “Eles foram anjos nas nossas vidas".[/caption] O reconhecimento e o agradecimento pelo trabalho dos estudantes do Peti CSI que foram professores nas aulas de informática marcaram as falas dos participantes. “Eles foram anjos nas nossas vidas. Aprendi muito com este curso”, disse Eunice Evangelista. “Esses professores foram excelentes: ensinaram bem o conteúdo e tiveram extrema boa vontade conosco”, completa José Lázaro. Vera também enalteceu a qualidade do trabalho dos alunos da UFLA. Os membros dos Peti CSI que mereceram todo o reconhecimento dos cursistas foram Anderson Teixeira Leal, Tiago de Souza Nogueira e Letícia Lopes de Castro Sena. Eles revezaram-se para ministrar as aulas, que ocorriam três vezes por semana, com duração de 1 hora e 30 minutos – foram os professores daquele grupo que tinha seu primeiro contato com informática. No entanto, também foram aprendizes durante o curso. “Foi uma grande experiência. Tivemos que adaptar o planejamento do curso à realidade do grupo e aprendemos a lidar com situações adversas”, conta Anderson. Tiago, que antes do projeto se perguntava se realmente poderia contribuir, também comemorou os resultados. “O pouco que eu sabia foi útil aos participantes. Mas acho que aprendi mais do que ensinei”. Letícia demonstrou satisfação com a experiência: “Vocês perderam o medo de lidar com o novo, e evoluíram – nós evoluímos juntos”, disse aos participantes do curso. A cerimônia [caption id="attachment_88860" align="alignright" width="249"]image060 Participantes do Projeto +40 reunidos em cerimônia de encerramento do curso.[/caption] Para entregar os certificados aos cursistas, reuniram-se o professor coordenador do Peti CSI, Heitor Augustus Xavier Costa; o presidente do Galpão Cidadão, Virgílio Augusto Resende Bandeira; o presidente da Câmara de Vereadores de Lavras, Cleber Pevidor e o representante da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) Jardel Maximiliano dos Santos Dias. A expectativa por novas parcerias e pela continuidade do projeto marcou a fala de Virgílio, que agradeceu aos presentes pela disposição em participar das atividades, e ao professor Heitor, por ter sido sensível à demanda apresentada pelo Galpão Cidadão: um curso de informática que atendesse a necessidades de capacitação de pessoas acima de 40 anos. Já o vereador Cleber cumprimentou a todos os cursistas pela consciência de que não existe tempo ou limite para a busca de objetivos. “A informática parece ter o poder de rejuvenescer as pessoas, porque dá acesso a um mundo novo. Vocês buscaram essa experiência”, comentou. O apreço pelo conhecimento também foi enfatizado por Jardel. “A informática hoje é utilizada para o planejamento de viagens, para o agendamento de consultas médicas e uma série de outras atividades do dia a dia. Vocês se propuseram a dominar essas atividades. Por isso, devem comemorar”, afirmou. O Projeto +40 registrou alta demanda da comunidade no momento das inscrições, ao ponto de se formar uma lista de espera que garantiria a formação de mais duas turmas. Para o professor Heitor, o curso foi moldado para atender a esse público e proporcionar a inclusão digital. “Com certeza, partiremos para outras iniciativas nessa área”, avaliou. Neste momento, a equipe do projeto irá dedicar-se a avaliar os resultados para, posteriormente desenvolver novo planejamento. Galpão Cidadão O Projeto Galpão Cidadão funciona em um espaço cedido pela UFLA e coordenado pela Fundação Padre Dehon. O objetivo das ações desenvolvidas no local é a capacitação de jovens e adultos para o emprego, com reflexos na melhoria da renda e na promoção da cidadania. Instituições parceiras e profissionais voluntários se empenham na oferta de cursos gratuitos à comunidade. Aulas de violão, coral, percussão, corte de cabelo e outras marcam a agenda de atividades. Cursos pontuais também são oferecidos, como os que envolvem saúde na terceira idade, alimentação materno-infantil, etc. O público beneficiado vem de diferentes regiões da cidade. Grupos e profissionais da UFLA, assim como da comunidade, que queiram estabelecer parcerias com o Galpão Cidadão para desenvolverem projetos que auxiliem na capacitação profissional podem entrar em contato pelo telefone (35) 3821-4432.