Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor da UFLA apresentou artigos em Simpósio na Itália na área de fruticultura

Escrito por DCOM | Publicado: Quarta, 07 Outubro 2015 15:05 | Última Atualização: Segunda, 05 Outubro 2015 07:16
[caption id="attachment_102366" align="alignleft" width="249"]Participantes do V International Symposium on Fig, promovido pela ISHS A centro, o professor Rafael Pio e os doutorandos Daniel Silva e Pedro Peche[/caption] O professor de Fruticultura do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Rafael Pio participou do V International Symposium on Fig, na cidade de Nápoles, Itália, um evento itinerante, realizado pela International Society for Horticultural Science (ISHS). Durante o Simpósio, o professor apresentou cinco trabalhos científicos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa de Fruticultura da UFLA, com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Com destaque ao trabalho “Rooting of stem segments from fig tree cultivars”, pioneiro em nível mundial. Estiveram presentes com o professor seus orientados Daniel Fernandes da Silva do Programa de Pós-graduação em Botânica Aplicada e, Pedro Maranha Peche, do Programa de Pós-graduação em Fitotecnia, que atualmente estão em programas de doutorado sanduíche, apoiado pela Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Daniel encontra-se na Università degli Studi di Perugia (Perúgia, Itália) e Pedro no Instituto Valenciano de Investigaciones Agrárias (Valência, Espanha). Na oportunidade, o professor Rafael participou de reuniões e visitas técnicas na Università degli Studi di Perugia, na tentativa de ampliar parcerias e intercâmbios, visando pesquisas entre a referida Universidade e a UFLA, para o avanço das pesquisas com oliveiras no sul de Minas Gerais. Cultivo da Figueira [caption id="attachment_102367" align="alignleft" width="249"]Rafael_Pio_Itália Participantes do V International Symposium on Fig, promovido pela ISHS[/caption] O professor explica que o Brasil, apesar de ser o maior produtor de figo do Hemisfério Sul, na sua maioria, utiliza somente uma cultivar, a Roxo de Valinhos. Além disso, a propagação, quase na sua totalidade, é feita através da estaquia lenhosa. Nesse sentido, o trabalho teve o objetivo de estabelecer um método de propagação que propicia maior enraizamento de segmentos caulinares de cultivares de figueira, visando à ampliação da base genética. As cultivares utilizadas foram: ‘Brunswick’, ‘Calabacita’, ‘Negro de Bursa’, ‘Mini Figo’, ‘Lampa Preta’, ‘Lemon’, ‘Troiano’, ’ Nazaré’, ‘Três num Prato’, ‘Princesa’, ‘Colo de Dama’, ‘Montes’, ‘Bêbara Branca’, ‘Pingo de Mel’ e ‘Roxo de Valinhos’. Com a utilização dos seguintes métodos de propagação: alporquia, estacas lenhosas, segmentos nodais, estacas herbáceas oriundas da desbrota e estacas herbáceas retiradas durante o período de vegetação. Com o estudo, o professor Rafael Pio pode concluir que o método de propagação influencia no enraizamento dos segmentos caulinares, e que as cultivares diferem quanto ao potencial rizogênico. Professor Rafael Pio Possui graduação em Agronomia (2001) e mestrado em Fitotecnia (2002) pela UFLA e doutorado em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2005). Pesquisador de Produtividade em Pesquisa do CNPq desde 2008. É Professor Adjunto de Fruticultura da UFLA e do Programa de Pós-graduação em Fitotecnia, nível mestrado e doutorado. Como pesquisador, atua exclusivamente no melhoramento genético e cultural de frutas de clima temperado em regiões de inverno ameno. Foi coordenador do curso de Agronomia da UFLA por uma gestão. Atualmente é membro titular do Comitê de Assessoramento da área de Agronomia do CNPq e coordenador adjunto da área de Ciências Agrárias I da CAPES. 
Texto: Camila Caetano – jornalista, bolsista/UFLA