Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA integra Rede Mineira de Comunicação Científica – Fapemig e Sectes lançam editais de apoio à divulgação da ciência

Publicado: Sexta, 23 Outubro 2015 08:30 | Última Atualização: Terça, 20 Outubro 2015 15:10
[caption id="attachment_102835" align="aligncenter" width="612"]Cerimônia de lançamento dos editais e de apresentação da Rede Mineira de Comunicação Científica Cerimônia de lançamento dos editais e de apresentação da Rede Mineira de Comunicação Científica. Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG[/caption] A Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) lançaram em solenidade nessa segunda-feira (19/10) dois editais que preveem apoio para divulgação científica e fortalecimento das estruturas de comunicação em universidades públicas, confessionais e de instituições de ciência e tecnologia. A cerimônia foi realizada no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (ICB/UFMG), marcando ainda a abertura da 12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) no Estado. [caption id="attachment_102836" align="alignright" width="249"]A UFLA é uma das instituições que compõe a Rede Mineira de Comunicação Científica A UFLA é uma das instituições que compõe a Rede Mineira de Comunicação Científica. foto: Gil Leonardi/Imprensa MG[/caption] Durante a solenidade, também foi anunciada a constituição da Rede Mineira de Comunicação Científica, da qual a UFLA é uma das instituições fundadoras. A apresentação foi feita pela jornalista da UFLA Cibele Aguiar. A Universidade também foi representada na cerimônia pela pró-reitora adjunta de Extensão e Cultura, professora Débora Cristina de Carvalho. A Rede representa a articulação de comunicadores das instituições de ensino e pesquisa para fortalecer os esforços relacionados à popularização da ciência no Estado. Um dos pontos colocados em debate é o lançamento de uma Agência de Notícias, para dar mais visibilidade às pesquisas e também ações de formação e capacitação em divulgação científica. “Com esse objetivo, representantes de Universidades, Centros de Pesquisa e da Fapemig têm se reunido para pensar soluções e alternativas que tornem a ciência um assunto mais próximo da população em geral”, destacou a jornalista. Fazem parte da Rede Mineira de Comunicação Científica: UFLA, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha (UFVJM),  Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet MG), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e Fapemig. Editais de Apoio à Divulgação Científica [caption id="attachment_102837" align="alignleft" width="249"]O subsecretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Leonardo Dias de Oliveira, e o diretor científico da Fapemig, Paulo Sérgio Beirão, assinam os editais O subsecretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Leonardo Dias de Oliveira, e o diretor científico da Fapemig, Paulo Sérgio Beirão, assinam os editais. Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG[/caption] Os editais foram assinados pelo subsecretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Leonardo Dias de Oliveira, e pelo diretor científico da Fapemig, Paulo Sérgio Beirão. Os editais preveem um aporte de R$ 2 milhões para estruturas de comunicação e R$ 2 milhões para projetos de popularização da ciência, da tecnologia e da inovação. Em seu pronunciamento, o professor Beirão citou a pesquisa recente do professor Yuri Castelfranchi (UFMG), destacando o interesse da sociedade por assuntos afetos à ciência. “Em algumas áreas, até supera o interesse por temas de reconhecido apelo, como esportes, o que mostra que iniciativas nessa área terão boa receptividade”, afirmou. Os editais estão disponíveis para consulta na página da Fapemig. Homenagens As biólogas Maria das Graças Ribeiro e Virginia Schall, que faleceram em 2015, foram homenageadas durante a cerimônia. As trajetórias das pesquisadoras foram destacadas, pelo reconhecido pioneirismo na área de divulgação científica no estado. Maria das Graças Ribeiro foi fundadora do Museu de Ciências Morfológicas do ICB e, Virgínia Schall, da Fundação Oswaldo Cruz - Ambas integraram o Conselho Executivo do Pop Ciência e contribuíram na organização de várias edições da SNCT. Sobre a Semana A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) foi estabelecida pelo Decreto Nº 5.101, de 8 de Junho de 2004. Realizada no mês de outubro, sob a coordenação do MCTI, por meio do Departamento de Difusão e Popularização da Ciência e Tecnologia, conta com a colaboração de secretarias estaduais e municipais, agências de fomento, espaços científico-culturais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, escolas, órgãos governamentais, empresas de base tecnológica e entidades da sociedade civil. O objetivo é o de aproximar a ciência e tecnologia da população, promovendo eventos com atividades de divulgação científica em todo o País.