Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Segundo Encontro do Orgulho Crespo será realizado no próximo sábado

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Segunda, 30 Novembro 2015 05:37 | Última Atualização: Sexta, 27 Novembro 2015 07:14
orgulho_crespo_3 Durante todo o mês, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) tem participado de eventos que celebram o “Novembro Negro”, com uma programação que envolve cine e vídeo debate, atividades culturais como apresentações de grupos de Maracatu, Capoeira, Hip-Hop e Escola de Samba do Bairro Nova Lavras, além de atos em defesa da diversidade racial, afirmação e identidade, como a “Marcha Afro – Povo Negro: Raiz da Liberdade”, realizada no dia 20 de novembro, data que celebra o Dia da Consciência e Dia Nacional de Zumbi de Palmares. Para encerrar a programação, será realizado o 2º Encontro do Orgulho Crespo, no dia 28 de novembro, às 15 horas, na Praça Dr. Augusto Silva. O estudante de Educação Física da UFLA e atleta do Cria Lavras, Cleyson Duarte, mais conhecido como Zulu, é um dos organizadores do Encontro. No primeiro evento, realizado em setembro deste ano, aproximadamente 200 pessoas participaram de oficinas de trança raiz, turbantes, pinturas, além de muita música e ativismo. “A ideia surgiu em uma conversa informal sobre empoderamento negro, o evento da marcha do orgulho crespo e do afropunk, que é um evento de cultura negra com bastante visibilidade. Com isso veio a proposta de fazer um encontro semelhante em Lavras”, comenta Zulu, destacando que teve a contribuição fundamental de Pablo Diego, integrante da trupe de teatro Causart. Assim, ele criou um evento na rede social, que em poucos dias alcançou um grande número de pessoas que simpatizaram com a iniciativa e confirmaram presença. Para Zulu, o objetivo foi “encrespar homens e mulheres, resignificando o termo crespo, tendo o cabelo como meio de afirmação de identidade e cultura”. Durante o primeiro evento, outros estudantes da UFLA também participaram: Clara Mitre e Leticia Nara fizeram os registros, Marcos Diniz e Lorrayne Gabriele ajudaram na narração, e Fernanda Senna no som. Neste segundo encontro, o evento promete ser ainda mais forte, visto que novembro é o mês da Consciência Negra no Brasil. “Encrespar é você assumir o seu cabelo e o texto que ele quer dizer. Quem me olha sabe que sou um homem/mulher negr@ e que estou consciente disso em qualquer espaço que eu esteja!”, destaca a chamada para o evento. Além disso, o evento contará com a presença do Coletivo Na Raça, de Belo Horizonte. Com trajetórias diferenciadas e de diferentes localidades da capital mineira e Região Metropolitana, os jovens do coletivo se encontraram, inicialmente, ao longo de um curso de produção cultural e perceberam que tinham interesses em comum e trajetórias de vida semelhantes. A experiência influenciou o grupo a criar uma estrutura que fosse replicável para outras comunidades e iniciou-se o processo de construção do Coletivo Na Raça. O Encontro também contará com atividades culturais. Haverá um Sarau abrangendo um pouco da cultura africana e afro-brasileira na voz da contadora de histórias Magna Oliveira, de Belo Horizonte. Magna é candidata a Miss Minas Gerais Plus Size Sênior 2015, além de atuar como modelo de várias marcas de moda afro-brasileira. Também é mestre de cerimônias da Feira Ébano, uma das maiores da capital mineira. Após, haverá apresentações artísticas e culturais. Além de Cleyson Duarte (Zulu), o 2º Encontro do Orgulho Crespo de Lavras conta com a organização de Isadora Oliveira, Laissa Ferreira, Pablo Diego e Sebastião Filho. O evento tem o apoio das Pró-Reitorias de Extensão e Cultura (Proec) e de Assuntos Estudantis, Comunitários e Culturais (Praecc) da UFLA, Projeto CRIA Lavras, Ecomed Serviços Médicos, Espaço Hair Lavras, Sankofa Turbantes e Acessórios e Salão de Beleza Fio & Face. Confira a programação completa: Oficinas: A partir das 15 horas Turbantes: Sankofa Turbantes e Acessórios - Alfenas Tranças: Janine Souza – Cria Lavras Pintura Facial: Zulu Cleyson e Systera Sys - Lavras Maquiagem em pele negra: Salão de Beleza Fio & Face - Lavras Troca de Vivências: Coletivo NaRaça - BH Feira de trocas Sarau: Um pouco da história da cultura africana e afro-brasileira na voz da contadora de histórias Magna Oliveira – BH Desfile das oficinas – “Mundo Negro” (16 horas) Apresentações: 17h - Início das apresentações: Hip-hop 17h30 - Capoeira – (Grupo Capoeirart – Lavras) 18h - Binho Sebá (MPB) 18h30 - Patrick e Aline (MPB, soul, Reggae e Jazz) 19h10 - Ziriguidum (Samba, MPB)
Texto: Camila Caetano – jornalista, bolsista/UFLA, com informações do jornalista Sebastião Filho, que auxilia na organização do evento.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.