Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Centro de Prevenção e Reabilitação, no DEF, oferece novo método de tratamento fisioterápico

Publicado: Terça, 01 Dezembro 2015 10:44 | Última Atualização: Sexta, 27 Novembro 2015 08:33
curso-dry-needlingA técnica Dry Needling, recurso utilizado para reduzir ou até mesmo curar dores musculares por meio do uso de agulhas semelhantes à acupuntura, será incorporada a outros tratamentos fisioterápicos realizados no Centro de Prevenção e Reabilitação Esportiva, no Departamento de Educação Física da UFLA (DEF). Em novembro, o professor do Departamento de Educação Física Marco Antônio Gomes Barbosa e o Fisioterapeuta Caio César Quintiliano Ferreira, profissional voluntário do Centro, realizaram um curso sobre essa técnica em Belo Horizonte, pelo professor Fernando Schorr Grossl (Escola Brasileira de Osteopatia e Terapia Manual). De acordo com o professor Marco Antônio, “O Dry Needling apresenta excelentes resultados como terapia isolada, mas também resultados mais prolongados quando combinado com outras técnicas terapêuticas”. Ele vem sendo empregado no tratamento de diversos distúrbios musculares locais, como “trigger points”, torcicolos, cefaleia tensional, cervicalgias, dorsalgias, lombalgias, ciatalgias, síndrome miofascial, fascite plantar entre outros quadros patológicos dolorosos. “Uma avalição minuciosa e rigorosa do paciente é condição fundamental para o sucesso na aplicação da técnica”, explica. O professor também distingue o “agulhamento a seco” (tradução livre de dry needling) da acupuntura: embora em ambos há o uso de agulhas semelhantes, o dry needling visa à terapia de agulhamento com fundamentação fisiológica, promovendo efeitos reflexos neuromusculares relaxantes, bioquímicos e imunológicos locais. “a terapia é realizada sem nenhuma medicação em pontos anatômicos específicos no tratamento da dor miofascial ou ponto gatilho”, complementa Marco Antônio. Para o fisioterapeuta Caio Quintiliano, “A cada dia, a fisioterapia vem melhorando a qualidade de vida de seus pacientes. Para mantermos um bom nível profissional é necessário sempre nos atualizar e sempre priorizar o paciente, pois nosso esforço é para uma melhora significativa em seu quadro patológico”. Coordenado pelo Grupo de Estudos e Pesquisa em Ergonomia e Biomecânica (Gebeb), o Centro de Prevenção e Reabilitação tem sede no DEF. Para saber mais informações, horários dos atendimentos e áreas de atuação, entre em contato pelos telefones: 3829-1697/ 1293/ 4504, ou diretamente no Centro.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.