Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor da Universidade de Kentucky ministrou workshop no Departamento de Fitopatologia

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Terça, 22 Dezembro 2015 15:03 | Última Atualização: Quarta, 16 Dezembro 2015 05:03
[caption id="attachment_106295" align="alignleft" width="187"]foto workshop2 (600x800) Foto: Lemaf.[/caption] O Departamento de Fitopatopatologia da Universidade Federal de Lavras (DFP/UFLA) recebeu, na última semana, o professor da Universidade de Kentucky (Estados Unidos) Michael Goodin. Ele esteve na instituição para ministrar o Workshop “Discovery and characterization of novel plant pathogens”. Estudantes do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia e técnicos de laboratório interessados no tema se reuniram para os três dias de atividades. O engenheiro agrônomo Igor Forigo Beloti saiu do Triângulo Mineiro para participar do workshop na UFLA, e garante que valeu a pena. “Não são frequentes eventos que tratem desse tema, sobretudo na perspectiva da Fitopatologia e com a contribuição de pesquisadores do exterior. Por isso, ao saber que esse encontro ocorreria na UFLA, logo me interessei em participar. Estou achando muito bom”, ressaltou Igor, que é técnico do Laboratório de Sementes e Recursos Genéticos da Universidade Federal de Uberlândia (Lagen/UFU). O Workshop teve, entre outros objetivos, o de fortalecer as ações de internacionalização do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia. A presença do professor Goodin tem sido periódica na UFLA em função do projeto desenvolvido por meio de uma parceria entre ele e a professora do DFP Antônia dos Reis Figueira desde 2013, ligado ao programa Ciência sem Fronteiras. Para a pós-doutoranda Roselaine Cristina Pereira, que pela primeira vez participou de um curso ministrado pelo pesquisador, a contribuição dele é efetiva. “O conteúdo colabora para a formação de estudantes e profissionais, abordando técnicas e programas que podem ser utilizados na caracterização de novos patógenos. Além disso, é uma possibilidade de intercâmbio de experiências com a universidade americana”, avalia.foto workshop1 (800x533) No total, 23 pessoas participaram do Workshop, que foi realizado de 9/12 a 11/12 nas dependências do Departamento de Ciências Florestais (DCF), Sobre a parceria O projeto comum entre Michael Goodin e a professora Antônia é intitulado “Caracterização, variabilidade genômica, interação patógeno-hospedeira e elaboração do mapa de interação e localização das proteínas virais do Coffee ringspot virus (CoRSV)”. Englobando pesquisa e extensão, esse projeto prevê a vinda de Goodin à UFLA duas vezes por ano, ocasiões em que eventos científicos como os workshops são promovidos. O desenvolvimento as atividades já resultou também em dois trabalhos publicados,  no sequenciamento do genoma completo do Coffee ringspot virus, na elaboração do mapa citado no nome do projeto e na realização de coleta de amostras de isolados virais, em diferentes estados brasileiros produtores de café, para identificar variabilidade genômica do vírus. Com duração total de quatro anos, os trabalhos da parceria serão concluídos no final de 2016. Leia mais: Parceria entre UFLA e Universidade de Kentucky rende sequenciamento do virus na mancha anular do cafeeiro  
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.