Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA na mídia: Pesquisa da UFLA é tema de reportagem especial sobre café no Jornal da EPTV

Escrito por DCOM | Publicado: Segunda, 25 Janeiro 2016 12:08 | Última Atualização: Segunda, 18 Janeiro 2016 08:50
No último sábado (16/1), o Jornal da EPTV exibiu uma reportagem especial sobre a importância das embalagens para o café especial. A reportagem teve como foco a pesquisa em desenvolvimento na Universidade Federal de Lavras (UFLA) pelo professor do Departamento de Engenharia da UFLA (DEG) Flávio Meira Borém. “É necessário proteger o café, colocar uma barreira entre o café e o meio ambiente”, comentou o professor na reportagem (Clique aqui e assista a reportagem completa). A pesquisa tem o objetivo de analisar as características de cafés especiais após um período de estocagem em embalagens específicas, produzidas em papel e plástico. A expectativa é de trazer resultados revolucionários para o mercado de embalagens de café. Atualmente, são utilizados sacos de juta, que, segundo o professor Borém, levam a perdas de qualidade do café em curto período (menos de três meses), devido à variação do teor de água nos grãos e sua interação com o ar ambiente. Há ainda as embalagens a vácuo, que conseguem manter a qualidade dos grãos, contudo, possuem um alto custo. Já com as novas embalagens, criadas pelas empresas Klabin S.A. e Videplast, que serão utilizadas na pesquisa intitulada Desenvolvimento de embalagens e métodos de armazenamento para cafés especiais”, será possível constatar se os diferentes materiais que constituem essas embalagens proporcionam resultados positivos para a manutenção dos atributos sensoriais dos cafés especiais. As novas embalagens possuem uma alta barreira que permite a preservação da qualidade dos grãos, e com um menor custo. “Já são mais de doze meses de estudo, e o resultado dos testes surpreendeu os pesquisadores. Eles enviaram o café para os Estados Unidos nas novas embalagens, e quando chegaram lá, encontraram um café bem fresquinho” – trecho extraído da reportagem.  “A nossa felicidade foi na hora que nós abrimos as embalagens com alta barreira o café estava absolutamente bem preservado, com cheiro de café fresco, novo” – complementou o professor Borém em entrevista ao Jornal da EPTV. A pesquisa tem como parceria a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e das empresas Klabin S.A.Videplast Indústria de Embalagens LTDA, além da colaboração da Bourbon Specialty Coffees e da Carmocoffees. Representantes de três dessas empresas e instituições estiveram na Universidade no dia 6 de janeiro para assinar o convênio.
Texto: Camila Caetano (jornalista, bolsista/UFLA) e Ana Eliza Alvim (jornalista/UFLA)
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.