Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor Gilmar Tavares é condecorado com título Doutor Honoris Causa pela ULPGL

Publicado: Quarta, 30 Março 2016 11:30 | Última Atualização: Terça, 15 Março 2016 11:35
[caption id="attachment_108741" align="alignleft" width="249"]Honra e distinção pelo trabalho extensionista Honra e distinção pelo trabalho extensionista[/caption]

Deus! ó Deus! onde estás que não respondes? Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes Embuçado nos céus? Há dois mil anos te mandei meu grito, Que embalde desde então corre o infinito... Onde estás, Senhor Deus?...

(Vozes D’Africa – Castro Alves)

  Não poderia ter havido melhor escolha para a homenagem. No dia 14 de março, data de nascimento do poeta Castro Alves, autor de Vozes D'Africa, o professor Gilmar Tavares, do Departamento de Engenharia da UFLA, foi condecorado com o mais importante reconhecimento acadêmico, o título de Doutor Honoris Causa, concedido pela Universidade Livre dos Grandes Lagos da República Democrática do Congo (ULPGL). A cerimônia foi realizada no Salão dos Conselhos da Universidade, com a presença do reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo; da vice-reitora, professora Édila Vilela de Resende Von Pinho; do representante do reitor da ULPGL, professor Jeannot Katya Kavuya; o pró-reitor de Extensão e Cultura, professor José Roberto Pereira; do diretor de Relações Internacionais da UFLA, professor Antônio Chalfun Júnior e do chefe do Departamento de Engenharia, professor Carlos Eduardo Silva Volpato. [caption id="attachment_108740" align="alignright" width="249"]Professor Scolforo e o professor Jeannot Kavuya fazem a entrega da distinção Professor Scolforo e o professor Jeannot Kavuya fazem a entrega da distinção[/caption] Coordenador do “Projeto Vozes da África”, o professor Gilmar Tavares foi agraciado com título Doutor Honoris Causa, como reconhecimento pelo trabalho que desenvolve desde 2007, amparando comunidades africanas para o desenvolvimento econômico e humano, por meio de práticas da Agroecologia, Agricultura Familiar e Extensão Universitária Inovadora. Para o professor homenageado, a alegria está na oportunidade de contribuir para o desenvolvimento de uma região muito carente, levando ciência e tecnologia para a produção de alimentos. “Afinal, porque existe a ciência? Tenho acompanhado o projeto e atestado o sucesso da utilização de práticas simples, que resultam em melhor qualidade de vida para as pessoas e para a preservação do ambiente. Essa é minha grande motivação como extensionista”, considerou. O pronunciamento do reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, assim como das autoridades representadas, teve como ênfase o orgulho e o agradecimento pelo professor fazer parte da Instituição. Em suas palavras Scolforo destacou a nobre missão desempenhada pelo professor, alicerçada na solidariedade e no amor ao próximo. “Temos muito orgulho do trabalho desenvolvido e estamos felizes pelo recolhimento recebido – o título mais importante que um professor pode receber. Esperamos que o projeto continue a render bons frutos e que a integração com a universidade e as comunidades africanas seja cada vez maior”, reforçou. [caption id="attachment_108742" align="alignleft" width="249"]Agradecimento especial à esposa Maria de Carvalho Tavares - professora no Instituto Presbiteriano Gammon Agradecimento especial à esposa Maria de Carvalho Tavares - professora no Instituto Presbiteriano Gammon[/caption] Durante a cerimônia, o casal Jeannot e Alice Kavuya procedeu a leitura da carta do reitor da ULPGL, professor Léopold kambale karafuli, impossibilitado de participar da cerimônia. O pronunciamento fez referência à atuação primorosa do professor nas comunidades atendidas e das propostas de parceria entre a FAO, Unesco e o governo congolês, para apoio financeiro ao programa de agroecologia e agricultura familiar. Resgate dos fatos O primeiro contato do professor Gilmar Tavares com a Universidade Livre dos Países dos Grandes Lagos - ULPGL, na cidade de Goma, província de Kivu, foi em 2007. Com o apoio da Pró-reitoria de Extensão da UFLA, o reitor da ULPGL, professor Samuel Ngayihembako Mutahinga, visitou a UFLA e sinalizou um protocolo de intenções para que fosse iniciada uma parceria. Em março de 2008, o professor Gilmar visitou a ULPGL e unidades avançadas, onde foram identificadas as principais demandas e discutidas as propostas para o estabelecimento do Programa de Mútua Cooperação Participativa UFLA/ULPGL. [caption id="attachment_108748" align="alignright" width="249"]Alimento seguro e qualidade de vida para as pessoas - a motivação do projeto Alimento seguro e qualidade de vida para as pessoas - a motivação do projeto[/caption] Em outubro de 2010, o então reitor da ULPGL, professor Kambale Karafuli, visitou a UFLA e deu sequência ao Acordo de Cooperação UFLA/ULPGL, assinado em 26 de janeiro de 2011, no formato definitivo. Desde então, o projeto intitulado “Vozes da África” foi adicionado à Agenda da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério de Relações Exteriores do Brasil - ABC/MRE. O professor Gilmar tavares foi convidado para coordenar um dos projetos mais exitoos da República do Congo, tendo como ênfase a Agroecologia, Agricultura Familiar e Extensão Universitária Inovadora. O Projeto Vozes da África já rendeu bons frutos. Na UFLA, 60 professores e técnicos congoleses já foram capacitados em diferentes temáticas, no período de outubro de 2011 a abril de 2013. Em seguida, três professores da ULPGL foram recebidos pela UFLA para participarem de seu programa de mestrado. Um deles é o professor Jeannot Kavuya, doutorando no DCF/UFLA, que entregou a homenagem ao professor durante a cerimônia. Em novembro e dezembro de 2013, Gilmar Tavares retornou à RDC para visitas presenciais de avaliação de resultados. Atestou comovido, o sucesso das capacitações e do projeto, com impacto significativo nas condições socioeconômicas da população atendida. [caption id="attachment_108744" align="alignleft" width="249"]Na República do Congo, o professor da UFLA é recebido por todos com grande distinção e carinho, entre elas, crianças que formarão o futuro do País Na República do Congo, o professor da UFLA é recebido por todos com grande distinção e carinho, entre elas, crianças que formarão o futuro do País[/caption] Estima-se que 3500 agricultores familiares foram capacitados em Agroecologia no entorno de Goma e Kinshasa. Uma cooperativa agrícola de pequenos produtores rurais foi fundada em Butembo e denominada Cooperative Agro-Pastorale de grand Lacs (CAPGL). Três rádios, duas em AM e uma em FM, foram criadas com sucatas e transmitem programas educacionais para o North Kivu. Uma delas chama-se "A Voz Camponesa". A ULPGL criou também a área de Extensão Universitária com destaques para ações do projeto. “Vozes da África” é patrocinado pela Agência Brasileira de Cooperação, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores. Ele foi replicado em Mianmar (Vozes da Ásia) e inspirou o Projeto de Cooperação Internacional Brasil/Afeganistão, que deve trazer uma delegação de afegãos à UFLA em breve. Confira a galeria de fotos da cerimônia de entrega do títilo Doutor Honoris Causa. Clique na primeira foto e siga a seta para abrir as demais em tamanho expandido. Confira as fotos do projeto Vozes da Africa - parte do acervo “Agricultura familiar no Brasil, na África e na República União de Myanmar (Ásia)” – que esteve em exposição no Museu Bi Moreira, no câmpus histórico da UFLA. Os registros são referentes aos trabalhos realizados pelo Núcleo de Estudos em Agroecologia, Permacultura e Extensão Inovadora (Neape) do Departamento de Engenharia (DEG/UFLA), sob a coordenação do professor Gilmar Tavares.  Clique na primeira foto e siga a seta para abrir as demais em tamanho expandido. 

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.