Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Confira a análise sobre os custos de produção da cafeicultura brasileira

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Segunda, 25 Abril 2016 13:33 | Última Atualização: Quarta, 20 Abril 2016 06:46
ativos-cafeO Boletim ‘Ativos do Café’, desenvolvido pelo Centro de Inteligência em Mercados (CIM) da universidade Federal de Lavras (UFLA) e Superintendência Técnica da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), apresenta sua vigésima quarta edição com análises sobre os custos de produção da cafeicultura brasileira. Nessa edição, você irá conferir como o salário mínimo impacta os custos de produção do café arábica e do conillon, como o preço médio do Coffea Canephora teve valorização de 40,18% em 2015, o aumento nos custos com colheita e pós-colheita no município de Manhumirim (MG) que impactaram o Custo Operacional Total (COT) da espécie Coffea Arabica em 4,19% e saiba mais sobre o crescimento na produção de café no continente americano. As informações contempladas nesta edição são referentes aos painéis realizados em 2015, a partir da próxima edição do boletim ativos as informações serão aplicadas de acordo com os dados obtidos na realização dos painéis de 2016. Acesse o boletim. BOLETIM TÉCNICO Fruto do levantamento de dados através de painéis realizados nas seis principais regiões produtoras de café do país, o Boletim Ativos do Café é divulgado trimestralmente e faz parte do Projeto Campo Futuro, realizado pela CNA em parceria com o CIM/UFLA, que fica sediado na Agência de Inovação do Café (InovaCafé). “O boletim consiste em uma análise dos resultados dos indicadores de desempenho e dos levantamentos de custos de produção, assim como da rentabilidade da atividade agrícola” explica o coordenador de pesquisas e serviços em gestão do CIM/UFLA, Diego Humberto de Oliveira. Texto: Vanessa Trevisan – Assessoria de Comunicação da Agência de Inovação do Café (InovaCafé)    

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.