Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor da UFLA participará de Reunião Magna da Academia Brasileira de Ciências no Museu do Amanhã

Publicado: Quarta, 04 Mai 2016 11:54 | Última Atualização: Segunda, 02 Mai 2016 09:06
logo_abc_2O professor Luiz Roberto Guimarães Guilherme, do Departamento de Solos da Universidade Federal de Lavras (UFLA), é um dos convidados para apresentação durante a Reunião Magna da Academia Brasileira de Ciências, que celebrará o centenário da instituição. Com o tema "100 Anos de Ciência: Construindo um Futuro Melhor", o evento será realizado de 4 a 6 de maio, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. As sessões abordarão estudos sobre zika vírus, saúde global, segurança alimentar sustentável, energia, novas tecnologias e educação, entre outros temas de grande interesse da sociedade. Serão conduzidas por cientistas brasileiros de destaque e convidados estrangeiros de excelência, inclusive o ganhador do Prêmio Nobel de Física 2015, TakaakI Kajita. O professor Luiz Roberto fará parte de um seleto grupo de pesquisadores convidados e ministrará a palestra “Alimentando nove bilhões em 2050: desafios e oportunidades para uma agricultura sustentável no Brasil”. O professor participa da sessão “Segurança Alimentar Sustentável”, coordenada pelo presidente da Fapemig, professor Evaldo Vilela. A temática ainda será abordada pelos professores Alysson Paolinelli (ex-ministro da Agricultura e professor emérito da UFLA), Luiz Federizzi (coordenador de Ciências Agrárias da Capes) e Maurício Lopes (presidente da Embrapa). Centenário A Academia Brasileira de Ciência completa 100 anos no dia 3 de maio de 2016. A instituição foi criada por um grupo de cerca de 50 cientistas com o objetivo de propiciar condições para o desenvolvimento da ciência. Desde sua criação, a ABC foi protagonista de atividades importantes para a sociedade brasileira, como a introdução da radiodifusão no País (1923), a criação de diversas agências de fomento, incluindo o Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - 1951, a Financiadora de Estudos e projetos (Finep) – 1969 e o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) – 1971. A ABC deu ainda expressiva contribuição ao processo de criação de importantes instituições de ensino e pesquisa. Sobre o Museu do Amanhã O Museu do Amanhã é um museu de ciências dedicado a explorar possibilidades de construção do futuro, a partir das diretrizes de sustentabilidade e convivência. Seu percurso narrativo é norteado por cinco perguntas - "De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?" - e se desdobra em experiências imersivas, ambientes audiovisuais e instalações interativas. O público é convidado a se engajar em uma reflexão sobre a era do Antropoceno, quando o homem se tornou uma força planetária capaz de alterar o clima, degradar biomas e interferir em ecossistemas. A entrada na Reunião Magna será dará com inscrição prévia, que pode ser feita gratuitamente pelo link: https://museudoamanha.typeform.com/to/fcO1Nr. Confira a programação completa da Reunião Magna.  
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.