Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudante da UFLA é premiada em Congresso Brasileiro de Microbiologia Agrícola, Agropecuária e Ambiental

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Sexta, 10 Junho 2016 04:01 | Última Atualização: Sexta, 03 Junho 2016 13:02
[caption id="attachment_113224" align="alignright" width="249"]A mestranda Marcela Melo durante premiação no Congresso Brasileiro A mestranda Marcela Melo durante premiação no Congresso Brasileiro[/caption] A estudante de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola da Universidade Federal de Lavras (PPGMA/UFLA) Marcela Magalhães de Melo, orientada pela professora do Departamento de Biologia (DBI) Cristina Ferreira Silva e Batista, recebeu o prêmio de melhor trabalho apresentado no I Congresso Brasileiro de Microbiologia Agrícola, Agropecuária e Ambiental (CBMAAA), realizado em Jaboticabal – SP. O resumo premiado teve aborda o isolamento e a caracterização morfológica e bioquimicamente de microrganismos presentes no resíduo sólido oriundo da produção do azeite de oliva de Maria da Fé (MG), na área de microbiologia aplicada. “Do isolamento se obteve um total de 108 isolado de leveduras e 51 bactérias, dos quais foram realizados testes de motilidade e gram. Outros testes bioquímicos e morfológicos serão realizados para permitir o agrupamento e o sequenciamento destes isolados”, comenta. Ainda sobre o resumo, Marcela explica que na produção do azeite de oliva, diferentes tipos de resíduos são gerados, dependendo do método de extração que, de maneira geral, ocorre em três etapas: a moagem para a destruição da estrutura do tecido da planta, a batedura, para a retirada do óleo disperso na pasta moída e a separação sólido-líquido, que consiste na separação do óleo contido na pasta sólida. “Industrialmente, esta última etapa se processa de diferentes modos. Em média, 21% do peso da azeitona corresponde ao azeite, os 79% restantes consistem em água, casca, polpa e caroço, o que inevitavelmente significa que a extração de azeite gera grande volume de resíduos”, afirma. Além da colaboração da professora Cristina, o resumo também contou com a participação da graduanda em Ciências Biológicas Jéssica Marques Coimbra. Outros discentes e docentes do Programa também participaram do Congresso. Ao total 33 resumos da UFLA foram submetidos, representando 12.8% do total de trabalhos apresentados, sendo a segunda maior participação. Estiveram presentes 39 diferentes Instituições de Ensino e Pesquisa de todo o Brasil. O evento ocorreu com concomitante realização do X Encontro Nacional de estudantes de Pós-Graduação em Microbiologia da área de Ciências Agrárias e o XII Fórum dos coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Microbiologia da área de Ciências Agrárias. O congresso foi dividido nas subáreas: Biologia, Bioquímica e Fisiologia de Microrganismos, Genética e Biologia Molecular de Microrganismo, e Microbiologia Aplicada. Texto: Camila Caetano – jornalista/ bolsista UFLA, com informações de Natália Jubram Zeneratto, bolsista Proat-Ascom/DBI/DEN. [caption id="attachment_113225" align="aligncenter" width="612"]Professores e estudantes da UFLA participam do Congresso Brasileiro de Microbiologia Agrícola, Agropecuária e Ambiental, realizado em Jaboticabal Professores e estudantes da UFLA participam do Congresso Brasileiro de Microbiologia Agrícola, Agropecuária e Ambiental, realizado em Jaboticabal[/caption]
 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.