Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Evento de Tecnologias Ambientais Promissoras aproximou empresas, sociedade e pesquisa

Escrito por DCOM | Publicado: Terça, 21 Junho 2016 13:37 | Última Atualização: Sexta, 17 Junho 2016 14:09
TAPNa última semana, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) sediou a primeira Convenção e Feira em Tecnologias Ambientais Promissoras (TAP). O evento foi promovido por meio de uma parceria entre os grupos do Programa de Ensino Tutorial do curso de graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária (Peti-Ambiental) e o Núcleo de Estudos em Soluções Ambientais (Nesamb). O evento teve como objetivo aproximar a comunidade acadêmica, as empresas e a comunidade local que atuam em prol do meio ambiente e saneamento no Brasil. Durante a feira, estudantes e professores, tiveram a oportunidade de conhecer melhor empresas e organizações atuantes na região e em outros estados. O evento contou com a presença das empresas Fibrasil, Preserva Jr., Pró-Ambiental, Projar, Tratamentos de Resíduos Industriais, e organizações como a Fundação Hanns R. Neumann Stiftung e Secretária Municipal do Meio Ambiente de Lavras. Palestras envolvendo os temas prêmio UFLA sustentável, Wetlands construídos para tratamento de efluentes, tratamento e aproveitamento de resíduos agrícolas e uso de biotecnologia em saneamento fizeram parte da programação do evento, além de palestras ministradas pelas empresas Cygnus, Fibrasil, Projar e Wetlands Construídos. O evento também contou com a participação docente, com palestras da professora Adelir Aparecida Saczk, do Departamento de Química da UFLA (DQI), do professor Mateus Pimentel de Matos, do Departamento de Engenharia (DEG), também da UFLA e o professor Antônio Teixeira de Matos, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O Peti - Ambiental e o Nesamb têm a finalidade de incentivar os estudantes a serem sujeitos ativos da construção de TAP_2conhecimentos sobre o ambiente que os cerca, utilizando o ensino, a pesquisa e a extensão para refletir sobre desigualdades, contradições e problemas ambientais que o caracterizam e para a formulação de propostas que considerem também as demandas da sociedade. Assim, são realizados projetos com o objetivo de aproximar a produção acadêmica e científica dos anseios comunitários dentro e fora da instituição, por meio de atividades que possibilitam o diálogo permanente com as comunidades, seus interesses, necessidades e experiências práticas.
Camila Caetano – jornalista/ bolsista UFLA, com informações do estudante Danilo Noda Mariotto.