Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Empreendedorismo da UFLA marca presença no Hack Town em Santa Rita do Sapucaí

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 20 Setembro 2016 10:21 | Última Atualização: Quinta, 15 Setembro 2016 12:12
[caption id="attachment_121383" align="alignright" width="249"]Integrantes do movimento Empreende UFLA marcam presença no Hack Town Integrantes do movimento Empreende UFLA marcam presença no Hack Town[/caption] Município que tem apenas 40 mil habitantes, conhecido como Vale do Silício brasileiro, foi o cenário para atividades em um dos polos tecnológicos e de startups mais inusitados do mundo.  O município de Santa Rita do Sapucaí foi palco, nos dias 2,3 e 4 de setembro, de mais de cem palestras, painéis, workshops, meetups e shows voltados ao empreendedorismo. A Incubadora de Base Tecnológica (Inbatec), o Centro de Inteligência em Mercados (CIM), o Programa Empreende UFLA, a startup Dvidir e a Agência de Inovação do Café (InovaCafé), ambos da Universidade Federal de Lavras (UFLA), marcaram presença no evento. O estudante de administração pública da UFLA, integrante do Programa Empreende UFLA e embaixador do movimento Choice – rede de universitários engajados em negócios de impacto social do Brasil, Artur Alexandre Gonçalves, participou do painel de debate sobre “Negócios de impacto social: utopia ou realidade?”, Ele também foi facilitador de um workshop sobre empreendedorismo social, e avaliou o evento: “trocamos experiências e discutimos se é possível esse modelo de negócio, quais são os exemplos que a gente tem e o que é um negócio de impacto social. Foi sensacional compartilhar a minha visão sobre o assunto e ampliar o meu conhecimento sobre essa área tão importante”. [caption id="attachment_121385" align="alignleft" width="249"]Embaixador do movimento CHOICE, Artur Alexandre Gonçalves, participou do painel de debate sobre “Negócios de impacto social utopia ou realidade” e foi facilitador de um workshop sobre empreendedorismo social Embaixador do movimento CHOICE, Artur Alexandre Gonçalves, participou do painel de debate sobre “Negócios de impacto social utopia ou realidade” e foi facilitador de um workshop sobre empreendedorismo social[/caption] O idealizador da startup O’greeN, que traz alternativas saudáveis de alimentação, sem uso de químicos, além de dietas restritas para diabéticos, veganos, vegetarianos e fitness, e estudante de Engenharia de Alimentos da UFLA, Alexandre Vieira, apresentou um caso de sucesso sobre sua iniciativa empreendedora. Na palestra “Aloha – Empreendendo em alimentação saudável”, o apaixonado por surf, praia e alimentação saudável falou sobre a sua experiência como “faz-tudo”, intercalando aulas de cálculo com produção de sucos funcionais e detox, num mesmo dia. Atualmente a O’greeN vem recebendo apoio técnico do Programa Empreende UFLA. A equipe vencedora da terceira edição do Programa Startup CIM, integrante da startup Dvidir, que propôs a criação de um aplicativo voltado para o gerenciamento de repúblicas, teve a oportunidade de apresentar a sua proposta e obter feedback de um banca de investidores durante o evento. O CEO da Dvidir, estudante de Engenharia de Controle e Automação da UFLA, Andrew Lopes de Oliveira, avaliou a sua experiência como algo muito produtivo e enriquecedor. “Tive o prazer de conhecer pessoas que já estão empreendendo há muito tempo, assim como alguns que estão começando agora. Com isso, foi possível ter conhecimento sobre os desafios e oportunidades que nos esperam, esse feedback externo de pessoas com experiência será imprescindível para o desenvolvimento da nossa Startup. Também espero transferir todo conhecimento para as iniciativas empreendedoras da UFLA, como o Empreende UFLA. Em relação ao Dvidir, iremos focar na resolução das falhas apresentadas no feedback e exaltar as funcionalidades que chamaram a atenção”, explica. “A dinâmica do Hack Town é um exemplo a ser seguido, onde podemos realizar eventos semelhantes em Lavras. O ecossistema do nosso município ainda é muito novo e pequeno. Portanto, é dever da Inbatec fomentar o empreendedorismo e inovação dentro da universidade, mas também no contexto onde ela está inserida. Com a experiência adquirida em Santa Rita durante este final de semana, podemos aplicar os conceitos aprendidos e aproveitar as parcerias realizadas durante este grande encontro que foi o Hack Town”, explica o bolsista de iniciação científica da Inbatec e estudante de Sistemas de Informação da UFLA, Rennan Campos. Empreendedorismo em Movimento Conhecida como Vale do Silício Brasileiro, Santa Rita do Sapucaí ganhou este apelido graças aos centros educacionais e empresas ligadas a área que ficam localizadas no município, como o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), onde foram realizadas as palestras de abertura do Hack Town. Com um formato descentralizado e espalhado pela cidade, as atividades aconteceram simultaneamente em locais inusitados como bares, restaurantes, escolas municipais, centros comunitários etc. [caption id="attachment_121384" align="aligncenter" width="612"]Equipe reunida com co-fundador do Hack Town, João Rubens Equipe reunida com co-fundador do Hack Town, João Rubens[/caption]
Texto: Vanessa Trevisan (ASCOM InovaCafé) Fotos: Rennan Campos (Inbatec/UFLA)

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.