Ir direto para menu de acessibilidade.
Dicas de Português

Dúvidas de vocabulário  

Escrito por DCOM | Publicado: Segunda, 24 Setembro 2018 08:54 | Última Atualização: Segunda, 24 Setembro 2018 09:01 | Acessos: 328
Gentileza solicitar descrição da imagem

Você começa a escrever e, de repente, surge um milhão de dúvidas na sua cabeça! Essa, infelizmente, é uma situação frequente, que pode ser fruto da falta do hábito da leitura. Somos falantes habilidosos, sabemos como nos comunicar nas situações de oralidade, mas parece que toda a habilidade vai por água abaixo quando o assunto é a escrita.

É incontestável: quem lê mais escreve melhor. Isso acontece porque, durante a leitura, ficamos em contato com as regras da língua portuguesa e compreendemos na prática o funcionamento do código e de seu registro padrão. 

Algumas  dicas de português:

1- “Quite” / “quites”

Errado: O contribuinte está quites com a Receita Federal.

Certo: O contribuinte está quite com a Receita Federal.

Por quê? “Quite” deve concordar com o substantivo a que se refere.

2- “Media” / “Medeia”

Errado: Ele sempre media os debates.

Certo: Ele sempre medeia os debates

Por quê? Há quatro verbos irregulares com final –iar: mediar, ansiar, incendiar e odiar. Todos se conjugam como “odiar”: medeio, anseio, incendeio e odeio.

3- “Ao meu ver” / “A meu ver”

Errado: Ao meu ver, o evento foi um sucesso.

Certo: A meu ver, o evento foi um sucesso.

Por quê? “Ao meu ver” não existe.

12- “Senão” / “Se não”

Errado: Nada fazia se não reclamar.

Certo: Nada fazia senão reclamar.

Por quê? Senão significa “a não ser”, “caso contrário”. Se não é usado nas orações subordinadas condicionais. Ex: Se não chover, poderemos sair.

13- “Onde” / “Aonde”

Errado: Aonde coloquei minhas chaves?

Certo: Onde coloquei minhas chaves?

Por quê? Onde se refere a um lugar em que alguém ou alguma coisa está. Indica permanência. Aonde se refere ao lugar para onde alguém ou alguma coisa vai. Indica movimento. Ex: Ainda não sabemos aonde iremos.

14- “Visar” / “Visar a”

Errado: Ele visava o cargo de gerente.

Certo: Ele visava ao cargo de gerente

.Por quê? O verbo visar, no sentido de almejar, pede a preposição a.

15- A /" há "

Errado: Atuo no setor de controladoria a 15 anos.Certo: Atuo no setor de controladoria há 15 anos.Por quê? Para indicar tempo passado, usa-se o verbo haver. O a, como expressão de tempo, é usado para indicar futuro ou distância. Exs: Falarei com o diretor daqui a cinco dias. Ele mora a duas horas do escritório.

16- “Aceita-se” / “Aceitam-se”

Errado: Aceita-se encomendas para festas.

Certo: Aceitam-se encomendas para festas.

Por quê? A presença da partícula apassivadora “se” exige que o verbo transitivo direto concorde com o sujeito.

17- “Precisa-se” / “Precisam-se”

Errado:Precisam-se de estagiários.

Certo: Precisa-se de estagiários.

Por quê? Nesse caso, a partícula “se” tem a função de tornar o sujeito indeterminado. Quando isso ocorre, o verbo permanece no singular.

 

 

Fonte: https://qualconcurso.jusbrasil.com.br/noticias/240966218/confira-50-dicas-de-portugues-para-nao-escorregar-nem-no-trabalho-nem-na-prova-do-concurso

Paulo Roberto Ribeiro

Dcom

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.