Ir direto para menu de acessibilidade.
PICME

Graduandos que foram medalhistas em olimpíadas de matemática podem concorrer a programa de bolsas – inscrições abertas

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Sexta, 01 Fevereiro 2019 18:10 | Última Atualização: Sexta, 01 Fevereiro 2019 18:10 | Acessos: 1574
Gentileza solicitar descrição da imagem

Estudantes que foram medalhistas da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) ou da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) têm a oportunidade de receber bolsas de iniciação científica e de mestrado. Se estiverem matriculados em algum curso de graduação, podem se inscrever no Programa de Iniciação Científica e Mestrado (Picme) de 2019. Os selecionados recebem bolsas no valor de R$400 mensais.

São duas etapas de inscrições. A primeira vai até 26/2 e destina-se aos estudantes que estão matriculados em curso superior de Matemática ou que tenham conquistado pelo menos quatro medalhas nas olimpíadas. O início das atividades do programa nessa primeira etapa será em março. Já a segunda etapa tem inscrições abertas até 4 de abril e o início das atividades é previsto para agosto. Essa segunda entrada é para aqueles que tenham o mínimo de uma medalha. Para inscrever-se, basta acessar o link http://picme.obmep.org.br/.

O Picme é uma parceria entre a Coordenação Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPq). O objetivo é oferecer aos estudantes universitários que se destacaram nas olimpíadas escolares a oportunidade de concluir sua graduação, em qualquer área, simultaneamente com estudos em Matemática. A iniciativa enriquece o desenvolvimento profissional dos estudantes participantes, abrindo, inclusive, a possibilidade de ingressarem em um mestrado na área de Matemática.

Pela programação acadêmica do Picme os bolsistas devem cursar disciplinas de matemática e participar de atividades escolhidas pela coordenação, de acordo com seu nível e objetivos específicos. Os alunos serão acompanhados ao longo do projeto pela equipe responsável.

O Picme na UFLA funciona em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Por isso, no formulário de inscrição, quando o aluno for preencher a instituição onde ele quer fazer o Picme, ele deve selecionar UFMG. Entretanto, todas as atividades são realizadas na UFLA.

Mais informações pelo link http://picme.obmep.org.br/ ou com a professora Adriana Xavier Freitas, no Departamento de Ciências Exatas (DEX).

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.