Ir direto para menu de acessibilidade.
DICAS DE PORTUGUÊS

Medidas a serem tomadas ou medidas a ser tomadas? – infinitivo flexionado

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Segunda, 26 Agosto 2019 13:57 | Última Atualização: Segunda, 26 Agosto 2019 14:18 | Acessos: 606
Gentileza solicitar descrição da imagem

Algumas perguntas me são feitas com certa frequência, e uma delas se refere ao infinitivo flexionado (verbos no singular ou plural). Anotei alguns desses questionamentos: “...para ser contadas ou para serem contadas?”

“...casos desse tipo levam quantos anos para ser/serem decididos?”

Só existe uma obrigatoriedade de flexão: quando o sujeito (substantivo ou pronome) do infinitivo se encontra  claramente ao lado do verbo, depois da preposição, isto é, na seguinte ordem: PREPOSIÇÃO – SUJEITO – INFINITIVO.

Ex.: Falou PARA AS CRIANÇAS SAÍREM da sala (preposição – sujeito – verbo no infinitivo)

PARA OS PROBLEMAS SEREM resolvidos, precisamos de mais ação (idem).

A dúvida da maioria das pessoas ocorre quando a frase apresenta uma ordem diferente: SUJEITO – PREPOSIÇÃO – INFINITIVO.

Nesse caso, é opcional a flexão, embora haja algumas recomendações e preferências, sobretudo em razão da eufonia (o que soa melhor).

Por exemplo, não se pode afirmar que há erro em: “É preciso pensarmos no que fizemos ou deixamos de fazer para melhorarmos a vida do nosso irmão.” Todavia, o enunciado fica muito melhor assim: “É preciso PENSAR no que fizemos ou deixamos de fazer para MELHORAR  a vida do nosso irmão.”

Fonte: Não tropece na língua (com adaptações)/ Maria Tereza de Queiroz Piacentini

Paulo Roberto Ribeiro – revisor de textos (Dcom/UFLA)

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.