Ir direto para menu de acessibilidade.
TOP 10 no Brasil

UFLA sobe três posições no ranking THE América Latina e alcança a 21ª colocação

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Sexta, 16 Julho 2021 17:55 | Última Atualização: Sexta, 16 Julho 2021 19:31 | Acessos: 1907
Gentileza solicitar descrição da imagem

Neste ano, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) subiu três posições no ranking Times Higher Education Latin America, alcançando a 21ª colocação entre todas as universidades da América Latina. A UFLA também se destaca como a 9ª melhor universidade federal do País e 3ª do Estado de Minas Gerais.

A classificação baseia-se em cinco pilares: ensino, pesquisa, citações, perspectiva internacional e investimento da indústria. Em comparação a 2020, a UFLA avançou em citações (31,8 para 37,2); perspectiva internacional (27,6 para 32,1); pesquisa (84,4 para 85,3) e docência (75,1 para 75,3).

“Estamos trabalhando para que a cada ano nos aprimoremos mais. Recebemos com honra essa posição entre as melhores universidades da América Latina. Isso não é mérito de um gestor, mas de cada docente, técnico-administrativo, terceirizado e discente, que a cada dia dá o seu melhor para o engrandecimento da Instituição”, salienta o reitor da UFLA, professor João Chrysostomo de Resende Júnior.

O aumento das citações é reflexo do apoio da Universidade na tradução de artigos para publicação em periódicos de alto impacto e investimento nas taxas das publicações. Já com relação a perspectiva internacional, considera-se o aumento do número de parcerias internacionais formalizadas nos últimos anos e a participação da UFLA no Projeto Capes PrInt.

A Diretoria de Relações Internacionais (DRI) reforça que os rankings ajudam a compreender o desempenho da UFLA a partir de indicadores internacionais, sendo possível relacionar tal desempenho com a missão da Universidade. “O crescimento em posição no ranking pelo quarto ano consecutivo vai ao encontro com nossas ações que sempre almejam a excelência em termos de ensino, pesquisa, extensão e inovação. Temos observado que os rankings internacionais valorizam muito o atendimento às necessidades da comunidade em que estamos inseridos e, a partir da métrica research, temos uma ideia da relevância que a pesquisa desenvolvida pela UFLA possui”, comentam o diretor da DRI, professor Antônio Chalfun Junior e a coordenadora acadêmica da DRI, professora Cristiane Alves Pereira. 

Participaram do ranking 177 universidades da América Latina, sendo 67 brasileiras. Considerando as 50 melhores universidades da América Latina em 2021, 29 são brasileiras.