Ir direto para menu de acessibilidade.
contra o negacionismo da ciência

Vamos determinar a curvatura da Terra? Você pode participar de um experimento promovido pela UFLA

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Quarta, 28 Julho 2021 10:13 | Última Atualização: Quarta, 15 Setembro 2021 17:38 | Acessos: 1836
Gentileza solicitar descrição da imagem

Que tal ajudar a evidenciar e quantificar, por meio de um experimento, que a Terra tem curvatura? Com a orientação de professores da Universidade Federal de Lavras (UFLA), pessoas de diferentes locais do mundo poderão reproduzir conjuntamente o experimento feito pelo grego Eratóstenes há mais de dois mil e cem anos, por meio do qual ele comprovou que a Terra não era plana. Com as informações a serem enviadas pelos participantes, os pesquisadores farão o processamento dos dados e compartilharão com o público os resultados referentes à forma do planeta a partir desse grupo amostral. 

As experiências serão divulgadas no e-book “Dossiê contra o negacionismo da ciência – A importância do conhecimento científico”, a ser publicado pela PUC Minas em parceria com a Rede Mineira de Comunicação Científica (RMCC). A UFLA, como instituição membro da RMCC, será responsável pelo capítulo que permitirá aos leitores apreciar, por meio do relato de uma experiência prática, a medida da curvatura espacial de Lavras e região.

O experimento é simples: basta enviar fotos e alguns dados de um objeto na vertical, com a sombra que ele projetar. Se você tem interesse em participar, fique atento às redes sociais da UFLA, por meio das quais serão divulgadas mais informações. O experimento é coordenado pelo projeto de extensão “A Magia da Física e do Universo”, com a orientação dos professores do Departamento de Física da UFLA José Alberto Casto Nogales Vera e Karen Luz Burgoa Rosso.

“Esperamos que o relato dessa experiência permita construir o conhecimento científico que está por trás de fenômenos tão simples do cotidiano, como é o caso das sombras, que quando coletadas por muitas pessoas e entrelaçadas a uma coordenação universitária pública permitem refletir sobre a curvatura da região do planeta no qual vivemos”, relatam os coordenadores.

Instruções para o experimento

Redes sociais da UFLA

https://www.instagram.com/uflabr/

https://www.instagram.com/cienciaufla/

https://www.facebook.com/uflabr

https://chat.whatsapp.com/KylZMIztUWu70DfjLPU5gj

Atualização em 15/9 - planilha com os cálculos do experimento