Ir direto para menu de acessibilidade.
FOCO NA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

UFLA anuncia novos valores para o Programa Institucional de Bolsas - reajuste de 75% é o primeiro em 10 anos

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Sexta, 31 Março 2023 09:26 | Última Atualização: Sábado, 01 Abril 2023 13:11
Gentileza solicitar descrição da imagem

Com a suplementação orçamentária que deve ser anunciada em breve pelo Governo Federal às Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), a Universidade Federal de Lavras (UFLA) definiu a concessão de reajuste nos valores do Programa Institucional de Bolsas (PIB), que serão pagos em maio, referentes às atividades desenvolvidas em abril pelos estudantes assistidos. Esse é o primeiro aumento no valor das bolsas do Programa desde que ele foi criado, em 2013. 

Após estudos feitos pela Reitoria, Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão  (Proplag) e Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec), ficou estipulada a elevação de  75% no valor das bolsas destinadas aos estudantes do Programa, um percentual equivalente ao praticado pelas agências de fomento. Para os estudantes que cumprem 12 horas semanais nas atividades dos projetos, a bolsa mensal passa de 300 para 525 reais, e para aqueles que cumprem 20 horas semanais, o valor vai de 500 para 875 reais. Atualmente são 669 vagas de bolsas ocupadas, que deverão chegar a 800 com novos editais previstos para serem publicados ainda neste semestre. O reajuste no valor das bolsas e a ampliação no número de bolsas representará um aporte anual de aproximadamente 3 milhões de reais a mais do que o previsto inicialmente.

Os recursos utilizados no PIB/UFLA, até o momento, eram 75% originários do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) e 25% originários do orçamento de custeio da Universidade. Com a mudança de valores, a proporção passa a ser de 50% de cada uma das fontes, até que haja recomposição do orçamento do Pnaes, o que também é esperado pelas universidades. Na UFLA, o PIB atende predominantemente a estudantes classificados em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O aumento ocorrerá aliado ao aumento  do número de bolsas ofertadas.

O anúncio da elevação nos valores das bolsas foi feito pelo reitor, professor João Chrysostomo de Resende Júnior, nesta sexta-feira (31/3). Ele reforça a necessidade de reajuste. “As bolsas são importantes para o desenvolvimento de projetos que agregam tanto valor à formação dos estudantes e auxiliam na gestão da Universidade. Além disso, contribuem para ajudar na permanência dos estudantes em seus cursos. Após um longo período, em que a ciência e as universidades vinham sendo desvalorizadas do ponto de vista político-ideológico, mas principalmente sob o ponto de vista orçamentário e financeiro, felizmente um novo cenário se apresenta e temos então condições de realizar essa ação que muito nos alegra como gestores de uma instituição pública da envergadura da UFLA”, diz.

Segundo a Praec, para o câmpus de São Sebastião do Paraíso, onde não há Restaurante Universitário e Moradia Estudantil, há também bolsas de auxílio alimentação e moradia, que também terão um valor específico de aumento para auxiliar os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica a se mantenham em seus cursos.

A importância da Assistência Estudantil

Alcançar uma boa nota nos processos seletivos e conquistar uma vaga na universidade é apenas o primeiro desafio de quem deseja a formação no Ensino Superior. Especialmente para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, após o ingresso, o maior desafio pode ser a permanência no curso, devido aos custos de alimentação, moradia e outras despesas, ao mesmo tempo em que precisa se dedicar à rotina de estudos. Por esse motivo, a UFLA mantém o PIB/UFLA e outras ações de assistência estudantil como forma de promover a efetiva igualdade de oportunidades entre os estudantes, para que possam concluir os seus cursos. Mais de 7,4 mil estudantes já passaram pela experiência.

Anualmente são publicados editais de seleção para que os estudantes possam se candidatar às vagas. Os selecionados passam a atuar em atividades acadêmicas de projetos registrados em diferentes submodalidades, que abarcam ensino, pesquisa, extensão e cultura, além de outras ligadas aos processos de apoio administrativo. Os projetos são propostos e supervisionados por professores ou técnicos administrativos da Instituição. Assim, além do auxílio financeiro, o Programa colabora para a formação dos estudantes, despertando vocações, estimulando a inovação e promovendo novos conhecimentos, além de dar suporte a programas institucionais que buscam o desenvolvimento da Universidade. 

De acordo com estudos da Praec/UFLA, a partir de dados do segundo semestre letivo de 2021 e os dois semestres letivos de 2022, estudantes beneficiados pela assistência estudantil têm rendimento acadêmico maior que os não beneficiados, e taxa de reprovação menor. No Coeficiente de Rendimento Acadêmico (CRA), a média é de 67,72 entre os beneficiados e de 64,59 para os estudantes não beneficiários. Na Taxa Média de Reprovação, os percentuais são 1,66% e 5,02%, respectivamente.

Clique e conheça outras informações sobre o PIB/UFLA e suas modalidades.

Assista ao vídeo de anúncio.

 

 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.