Ir direto para menu de acessibilidade.
TEORIA CRÍTICA E EDUCAÇÃO

Professor da Universidade de Frankfurt realiza conferência e roda de conversa nesta quarta (14/11)

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Terça, 13 Novembro 2018 18:39 | Última Atualização: Terça, 13 Novembro 2018 18:42 | Acessos: 594
Gentileza solicitar descrição da imagem

A UFLA receberá nesta quarta-feira (13/11) a visita do professor Andreas Gruschka,  da Universidade de Frankfurt. O docente participará de uma conferência e uma roda de conversa para discutir as ideias de seu livro "A frieza burguesa e educação: a frieza como mal-estar moral da cultura burguesa na educação".

A conferência será às 9 horas, no Anfiteatro do Departamento de Agricultura (DAG). A roda de conversa será realizada no mesmo local, às 14h. As inscrições são limitadas a 150 pessoas e devem ser realizadas via SIG, para cada período.

A programação faz parte das comemorações de 10 anos do Grupo de Estudos e Pesquisas Teoria Crítica e Educação (GEPTCE). Em setembro, o grupo também promoveu o V Colóquio Teoria Crítica e Educação.

 

Sobre o livro

O livro "A frieza burguesa e educação” foi publicado no Brasil em 2014, a partir da versão original alemã de 1994, intitulada Bürgerliche Kälte und Pädagogik. Nele, o autor pretende esclarecer como a pedagogia nega, historicamente, a discrepância entre sua aspiração e seus resultados, de tal maneira que a prática não é contestada. Nas pesquisas que apresenta nesse livro, Gruschka mostra como a frieza burguesa repercute na pedagogia e quão forte a idealização da prática errada contribui para que os educadores não tomem consciência da frieza produzida na educação.

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.