Ir direto para menu de acessibilidade.
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

Saiba como foi o primeiro dia de palestras do Pint of Science Lavras

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Terça, 18 Mai 2021 15:52 | Última Atualização: Terça, 18 Mai 2021 16:07 | Acessos: 391
Gentileza solicitar descrição da imagem

Começou, nesta segunda-feira (17/5), a programação de Lavras no Pint of Science, festival internacional de divulgação científica. As apresentações foram feitas pelo coordenador local do evento, o professor do Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Federal de Lavras (Icet/UFLA), José Alberto Castro Nogales Vera. A primeira palestra realizada foi voltada para as crianças, um enfoque do evento denominado Pint of Milk.

O tema “Astronomia para Crianças: a lua navegando nas constelações indígenas” foi ministrado pela professora Karen Luz Burgoa Rosso, do Icet/UFLA, com participação da professora da Secretaria de Educação de Nepomuceno Lívia Tanus; da professora do Curumim de Nepomuceno Clara Lúcia e Reilze e do estudante Mikael de Paula Pedroso Navega, representando as crianças. 

Segundo as explicações da professora Karen durante o evento, “as estrelas indicam que nós estamos viajando”. Ela mostrou que as constelações têm um papel importante para observamos os movimentos. Se você quer saber mais sobre esse assunto, assista ao vídeo do tema Astromina para Crianças, que está disponível no canal do projeto A Magia da Física e do Universo.

Já pela segunda palestra do dia, foi possível obter diferentes visões sobre as “Novas tecnologias para a humanidade em tempos de pandemia”, a partir dos estudos de três professores da UFLA. As discussões giraram em torno da utilização da tecnologia moderna com o intuito de otimização de serviços em tempos de pandemia, em prol da sociedade.

O primeiro momento teve participação do professor da UFLA Teodorico de Castro Ramalho, membro e atual coordenador da Rede Mineira de Química, também coordenador de Pesquisa do Instituto de Ciências Naturais (ICN/UFLA). Durante a conversa, ele resgatou alguns pontos do histórico do surgimento e desenvolvimento da pandemia de Covid-19. Comentou que a química medicinal, com o desenvolvimento de medicamentos, teve uma fase, há um século atrás, em que primeiro se experimentava, e depois se refletia sobre os resultados. Hoje o desenvolvimento de novos fármacos é mais racional, com desenvolvimentos teóricos feitos antes dos experimentos. Mas o processo ainda é longo e de alto custo. No caso da Covid-19, em que não se dispunha da possibilidade de esperar o longo tempo de desenvolvimento de medicamentos e vacinas, ele explica que vimos uma produção rápida graças às novas tecnologias e à inteligência computacional que predominam hoje. Para o professor, depois da pandemia serão cada mais presentes os métodos computacionais para a solução de negócios e produtos, o que reduzirá custos e tempo de produção. 

O segundo bate-papo foi conduzido pelo professor Eric Fernandes de Mello Araújo, do Icet/UFLA. Sua pesquisa busca compreender fenômenos de contágio por meio de modelagem e simulação computacionais. 

Por fim, o professor do Icet/UFLA Luiz Henrique de Campos Merschmann fez uma apresentação de Simulação Computacional para Dimensionamento de Leitos de UTI para atendimentos de Pacientes com sintomas de Covid-19 na cidade de Lavras- MG. 

O vídeo sobre esse tema, das Novas Tecnologias em Tempos de Pandemia, também está disponível no canal da Magia da Física e do Universo.

A programação do evento continua até 19/5. Para mais informações e detalhes, acesse o site oficial do Pint of Science.

Textos/contribuições: Brenda Maia Cavalcanti e Nathália Cristina Basílio Martins, bolsistas Proat.

Propaganda 2021001