Ir direto para menu de acessibilidade.
CULTURA

Das ruas para o ensino remoto: cultura da Congada mineira ganha portfólio realizado por estudantes da UFLA

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Sexta, 20 Agosto 2021 10:18 | Última Atualização: Sexta, 27 Agosto 2021 11:14 | Acessos: 1477

Pesquisa documental do curso de Pedagogia reúne informações da manifestação cultural em 14 cidades mineiras

Imagem de uma folia de reis
Fotos da Associação Mineira de Cultura e Educação Patrimonial de Lavras (AMCEP), parceira do projeto.

 Uma pesquisa documental  sobre a Congada foi realizada por estudantes da disciplina de Metodologia do Ensino de História e Geografia (MEHG), do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Lavras (UFLA). A Congada, também conhecida como Congado ou Congo, é uma manifestação cultural e religiosa que faz parte do Folclore Brasileiro. A festa popular teve origem século XVII no Brasil e carrega elementos culturais africanos  e  católicos da época colonial.

 A pesquisa “Congada em Lavras e em outras cidades de Minas Gerais” foi baseada no trabalho de Pedagogia de Projetos e a Interdisciplinaridade, sob coordenação da professora da Faculdade de Ciências Humanas, Educação e Linguagens (FAELCH) Elaine das Graças Frade, e teve como objetivo principal realizar uma pesquisa documental em fontes digitais, impressas e orais a respeito da manifestação cultural das congadas em cidades mineiras, como forma de ampliar o registro de informações relevantes.

De acordo com a docente, a pesquisa sobre Congada “surgiu das discussões do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar de Formação Docente (INTERUFLA), que possui um pesquisador externo, o professor Ewerton de Brito, da Universidade de Roma, que trabalha com essa temática na Educação Patrimonial, e com a ideia de trabalhar ensino, pesquisa e a extensão”.

Ao todo, 37 estudantes do quarto período do curso participaram da proposta de construção dos projetos e da realização das atividades vivenciais orientadas, mesmo durante o ensino remoto realizado em razão da pandemia da Covid-19. “Para os estudantes, essa experiência proporcionou o contato com a produção de material didático, a vivência de atividades em locais fora da escola, com o uso de materiais da vida cotidiana, a percepção de que em ensino remoto é possível ressignificar as histórias e lugares,  e ainda , favoreceu o trabalho com a Educação Patrimonial, por meio da construção de portfólios com as descrições e reflexões a respeito das vivências propostas”, comenta a professora Elaine.

Cada estudante investigou a manifestação cultural em sua cidade e registrou um portfólio com relatos, fotos e registros encontrados em plataformas digitais. No total, mais de 40 manifestações culturais entre congada e  folia de reis de 14 cidades foram analisadas. “Foi uma experiência que enriqueceu minha base cultural, fazendo com que eu perceba a cultura do Brasil, e em especial de bairros da minha cidade, a história cultural brasileira, os bens culturais, a memória e identidade de grupos e povos, o ambiente, a família - o elo familiar, os saberes e fazeres”, comenta a estudante Letícia de Fátima Ferreira.

Além do material produzido, que poderá servir de base para estudos futuros, a imersão na cultura brasileira foi uma experiência enriquecedora, como afirma o estudante José Carlos Festucci. “Está presente em documentos oficiais do governo, e já há algum tempo existe um esforço para a inserção de conteúdos étnico-raciais na educação básica. A Congada pode muito bem ser inserida na escola para estudantes de qualquer idade. Aqui, vejo caminhos e possibilidades que poderei trabalhar na sala de aula quando, de fato, estiver na posição de educador, pretendendo abarcar o máximo das culturas existentes ao nosso redor.”

Para a professora Elaine, trabalhar com temáticas que destaquem as questões culturais que fazem parte da história de formação do território de Minas Gerais, em especial de Lavras e região, é muito gratificante. “A riqueza do material coletado  pelos estudantes nos faz perceber o quanto ainda precisamos nos dedicar à pesquisa e ao registro documental a respeito da Congada e das Folias de Reis em nossa região”, diz.

Os  projetos interdisciplinares sobre a Congada e os Portfólios do segundo semestre de 2020 estão disponíveis no canal do Youtube da professora Elaine das Graças Frade.