Ir direto para menu de acessibilidade.
COOPERAÇÃO SUL-SUL

Projeto Vozes da África é incluído em publicação das Nações Unidas sobre práticas inovadoras de Cooperação Sul-Sul

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Quarta, 06 Outubro 2021 16:26 | Última Atualização: Sexta, 15 Outubro 2021 08:30 | Acessos: 302
Gentileza solicitar descrição da imagem

O projeto de extensão Vozes da África é uma das soluções de desenvolvimento inovadoras incluídas na publicação “Boas Práticas na Cooperação Sul-Sul e Triangular: Ampliando as Soluções Made-inAfrica”, editada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). A publicação digital tem o objetivo de promover e facilitar a aprendizagem, entre os países africanos e seus parceiros, de soluções cooperativas que contribuem para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Idealizado em 2007 pelo professor aposentado e extensionista voluntário da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Gilmar Tavares, o projeto de extensão apoia, científica e tecnologicamente, a produção continuada de alimentos básicos na África, por meio de capacitações participativas em Tecnologias Socioambientais Sustentáveis da Agroecologia.

A implantação do projeto-piloto ocorreu em Goma, cidade da República Democrática do Congo. Em seguida, o “Vozes da África” foi levado para a capital do Congo, Kinshasa, e para a Província de Maniema. Em 2016, ultrapassou as fronteiras do país africano, com o início da implantação em Moçambique.

“O Projeto Vozes da África continua em pleno desenvolvimento, como um raio de esperança, contribuindo na luta contra a pandemia, que castiga muito mais o continente africano devido ao evidente descaso dos demais continentes com os países que não podem comprar as vacinas. Nossa contribuição é na conexão da Agroecologia com a agricultura familiar, para a produção de alimentos básicos e fundamentais, com geração de emprego e renda dignos entre os pequenos produtores”, afirma o professor Gilmar.

O projeto de extensão é desenvolvido em parceria com a Universidade Livre dos Países dos Grandes Lagos (ULPGL), o Instituto Nacional para Estudos e Pesquisas Agronômicas da RDC (INERA/RDC), a Universidade de Kinshasa (UNIKIN), o Ministério da Agricultura da RDC, a associação comunitária Solidarité Féminine, e conta com apoio da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE) e do governo do RDC.

Acesse a publicação “Boas Práticas na Cooperação Sul-Sul e Triangular: Ampliando as Soluções Made-inAfrica”

A ficha do projeto Vozes da África também está disponível na plataforma on-line de cooperação Sul-Sul SS Galaxy