Ir direto para menu de acessibilidade.
aprendizado

UFLA realiza curso de qualificação profissional em produção de cachaça de alambique

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Quarta, 06 Julho 2022 11:42 | Última Atualização: Quarta, 06 Julho 2022 11:44
Gentileza solicitar descrição da imagem

Na última semana, de 30/6 a 2/7, ocorreu o I Curso de Treinamento e Qualificação Profissional de Produção de Cachaça de Alambique na Universidade Federal de Lavras (UFLA), coordenado pela professora Maria das Graças Cardoso do Departamento de Química. O evento que reuniu 40 produtores de todo o País foi ministrado por professores da UFLA, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet/MG), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifet) e de auditores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Foram abordados temas importantes da cadeia produtiva de cachaça desde o plantio até a comercialização. “A qualidade da cachaça requer conhecimentos científicos e tecnológicos, além de competência, sensibilidade e dedicação. Isso exige que o produtor conheça todas as etapas de produção e siga rigorosamente os procedimentos de higiene, quanto ao cultivo da cana-de-açúcar, fermentação, destilação e envelhecimento. Dessa forma, são muitos os conhecimentos que o produtor deve adquirir para obter uma bebida autêntica, de paladar agradável e de destaque no mercado”, explica Maria da Graças.

Para a coordenadora do evento, a reativação dos cursos de extensão é de extrema importância, pois coloca o produtor em contato direto com a Universidade. “Há uma troca de conhecimentos entre sociedade e universidade. Os conhecimentos adquiridos e repassados nesse curso são aplicados diretamente na produção da bebida genuinamente brasileira, apresentando maior rentabilidade e qualidade”, comenta a professora.

De acordo com o último levantamento, realizado em 2020, os produtores de cachaça no Brasil totalizaram em 955 estabelecimentos registrados. O estado de Minas Gerais permanece na liderança, com 397. “A cadeia produtiva da cachaça tem se inovado e se aprimorado em seus mercados, para alcançar mais consumidores dentro e fora do País, contando, inclusive, com o apoio de agentes governamentais como a Associação Nacional de Produtores de Cachaça com Qualidade (Anpaq), Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e Câmara Setorial de Cachaça, ligada ao Mapa. Ao longo dos últimos anos, o setor tem enfrentado inúmeros desafios, como promover o aumento das suas exportações, a inserção de micro e pequenas empresas no mercado internacional, e o reconhecimento internacional como bebida genuína e exclusiva do Brasil”, destaca a coordenadora do evento.

O projeto de extensão prevê outros dois cursos para março e junho/2023.

Maiores informações 35-38291202, ou para e-mail do curso: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.