Ir direto para menu de acessibilidade.
FAIRTRADE

UFLA participa de campanha mundial pelo Comércio Justo

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Quarta, 28 Junho 2023 11:59 | Última Atualização: Quinta, 29 Junho 2023 16:20

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) é uma das instituições participantes da campanha “Cidades e Povos pelo Comércio Justo, América Latina e Caribe”, que conta com o apoio de autoridades, organizações de pequenos produtores, instituições educativas e sociedade civil para promover o Comércio Justo, ou fairtrade, movimento global que busca, por meio do comércio, o desenvolvimento dos produtores rurais e suas comunidades.

Como parte da campanha, de 12 a 16/6, a Cafeteria-Escola da UFLA realizou a Semana dos Cafés Fairtrade, dedicada ao consumo de cafés especiais produzidos no modelo de Comércio Justo. A semana foi encerrada com uma oficina de barismo, na qual a comunidade acadêmica teve a oportunidade de aprender diferentes métodos de preparo desses cafés especiais.

Também em junho, foi publicado, no Instagram da Associação das Organizações de Produtores Fairtrade do Brasil (BR Fair), um reels sobre a atuação da UFLA pelo Comércio Justo. A Instituição foi a primeira certificada como Universidade pelo Comércio no Brasil, pela Coordenadora Latino-americana e do Caribe de Pequenos (as) Produtores (as) e Trabalhadores (as) de Comércio Justo (CLAC) e desenvolve uma série de projetos de pesquisa e extensão relacionados ao tema.

No vídeo, o coordenador dos projetos que envolvem comércio justo na UFLA, Paulo Henrique Montagnana Vicente Leme, enfatiza que “a importância do comércio junto vai muito além da cadeia de produção em si, pois estimula os produtores a trabalhar o cooperativismo, o associativismo, e como o projeto fairtrade pode melhorar a vida das cidades. Então, vai muito além de um sistema de comércio, para trabalhar de fato num sistema de mudança de perspectiva social e de vida de muitas pessoas”.

Entre os objetivos do Comércio Justo, destacam-se os de promover salários dignos aos pequenos produtores e trabalhadores rurais; incentivar a sustentabilidade ambiental e a inclusão de jovens e mulheres, e obter produtos com valor agregado. No Brasil, mais de dez mil famílias são beneficiadas por esse sistema de  produção e comercialização, que atualmente agrega 42 associações e cooperativas de pequenos produtores e 12 fazendas de trabalho contratado, na modalidade da certificação em que os benefícios vão para os trabalhadores rurais.


Mês do Comércio Justo

Maio é considerado mundialmente como o Mês do Comércio Justo. Ao longo do mês, diversas atividades também foram realizadas por outras organizações ligadas ao Comércio Justo no Brasil. Ações com estudantes, feiras de produtos orgânicos e artesanais, apresentações musicais e culturais, distribuição de panfletos informativos sobre o Comércio Justo e palestras educativas foram algumas das iniciativas.

 

Com informações da BRFAIR

 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.