Ir direto para menu de acessibilidade.
diversidade religiosa

Encontro na UFLA celebra tradições afro-brasileiras e debate enfrentamento ao racismo religioso

Escrito por Greicielle Santos | Publicado: Quarta, 27 Março 2024 15:17 | Última Atualização: Segunda, 01 Abril 2024 11:32
Gentileza solicitar descrição da imagem

O Observatório da Diversidade Religiosa, ligado à Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Lavras (FCSA/UFLA) realizou, no dia 21 de março, o encontro "Saberes do Axé". O evento reuniu representantes de povos de terreiro e contou com o apoio do Conselho Municipal de Políticas Públicas de Igualdade Racial de Lavras (MG). O objetivo foi celebrar a criação do Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, conhecer as histórias de resistência da Umbanda e do Candomblé em Lavras e propor reflexões e ações de prevenção e reparação ao racismo e suas diversas formas de manifestação, como o racismo religioso.

O encontro contou com a participação de filhos de santo, lideranças religiosas, representantes de organizações da sociedade civil, comunidade universitária e externa à Universidade. O coordenador do evento, Rafael Rodrigues de Castro, explica que a data foi escolhida em referência ao Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, instituído pelo Governo Federal em 2023, por meio da Lei nº 14.519, e ao Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1966.

A programação do encontro contou com a abertura cultural de um Xirê Afro, representando parte de uma Xirê de Ketu, invocando a ancestralidade, que teve a participação dos Ogans do "Ilê Axé Omim Oyá", do zelador Babalorissá Leandro de Oyá. Também fez parte uma Roda de Conversa mediada por Amanda Aparecida Torres de Oliveira, da Fraternidade Águas de Maria, e contou com a participação de quatro lideranças de Umbanda e de Candomblé de Lavras: Tateto Gongolesi Jorge de Gongobira, zelador do "Abassá Cajámungunssu Maza Kabila D’ia Gongobila", Babalorissá Leandro de Oyá, zelador do "Ilê Axé Omim Oyá", Doné Simone de Gbadé, zeladora da "Xwê Vodùn Gbadè Sogbejì", e Pai Washington, zelador da "Tenda Pai Joaquim de Angola".

"Também tivemos a presença de representantes do Terreiro de Quimbanda Maria Mulambo e Zé Pilintra, zelador Baba Oyasse, da Tenda de Umbanda Nossa Senhora da Conceição, zelador Igor de Iemanjá, da Casa Espiritual Serra da Luz, Maria Fernanda de Oxóssi, do Axé Odé Aquerãn, representado por Pai José Carlos Odé, da Associação Espiritualista Irmãos em Cristo, dirigente Aláir Oliveira, da Fraternidade Águas de Maria, padrinho Jean Veloso, e do Terreiro de Umbanda Vovô Benedito Cambinda, dirigente Pai Wagner, Fomo da Oshum", destaca Rafael de Castro. 

Fotos: Naiara Laila de Carvalho

 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.