Ir direto para menu de acessibilidade.

PRP avalia participação positiva da comunidade acadêmica em edital para formação de redes de pesquisa em áreas estratégicas

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Segunda, 21 Mai 2018 13:34 | Última Atualização: Segunda, 09 Julho 2018 17:05 | Acessos: 277

Em março, a Universidade Federal de Lavras (UFLA), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP), lançou o “Programa de Apoio à Formação de Redes de Pesquisa em Áreas Estratégicas”. Inédita na instituição, a iniciativa envolveu, como primeira ação, a publicação de edital com chamada para propostas especiais de pesquisa que contemplassem o tema “Consumo de café em instituições públicas: sustentabilidade e qualidade no método de preparo de café em larga escala”.  De acordo com o edital, o projeto selecionado receberá apoio financeiro no valor de 30 mil reais.

Encerrado o período de inscrições em 11/5, o pró-reitor de Pesquisa, professor Teodorico de Castro Ramalho avaliou positivamente a participação da comunidade acadêmica. “Recebemos quatro projetos robustos de pesquisa, que envolvem, no total, 45 proponentes nos grupos de trabalho, entre eles professores, técnicos administrativos e estudantes de graduação e pós-graduação”, relata. De acordo com o pró-reitor, as propostas e as redes de pesquisa que se apresentaram mostram-se multidisciplinares. Ao todo, nove departamentos estão envolvidos nas propostas. “Ficamos felizes em constatar o compromisso com a pesquisa e a vontade de nossa comunidade de produzir, especialmente por não se tratar de apoio financeiro muito alto; por haver a exigência desafiadora de geração de um novo produto/ nova tecnologia em um prazo curto de 12 meses e por tratar-se de um problema de pesquisa bastante aplicado”.

Ainda segundo Teodorico, as propostas são atrativas e diversificadas. “Temos grupos que propõem novas tecnologias para máquinas de preparo do café e grupos que propõem soluções sustentáveis envolvendo resíduos provenientes do consumo de café ou envolvendo embalagens e cápsulas. O trabalho da comissão julgadora não será fácil”, afirma. A seleção será feita por servidores nomeados pela Portaria PRP nº 002, de 14 de maio de 2018, que inclui representantes tanto da PRP como de quatro departamentos da UFLA. A divulgação dos resultados está prevista para 9/6.

Um pouco mais sobre o novo Programa

Com o Programa, a Direção Executiva da UFLA busca contribuir para o desenvolvimento de estudos científicos considerados estratégicos, que apresentem soluções e novas tecnologias para problemas atuais, sob esforços coordenados de forma multidisciplinar, envolvendo diferentes áreas do conhecimento. São também objetivos do programa a inserção de novos pesquisadores em grupos de pesquisa já consolidados; a formação de novos grupos de pesquisa e o estímulo ao surgimento de redes colaborativas entre professores da UFLA.

A linha temática definida para esta edição do Programa busca estimular o desenvolvimento de um método ou tecnologia de preparo de café capaz de solucionar o desafio hoje vivido por instituições públicas que têm consumo da bebida em larga escala. As tecnologias atualmente disponíveis exigem investimentos financeiros altos ou mesmo não atendem ao quesito sustentabilidade – como é o caso do café em cápsulas, que tem utilização questionada em função de as cápsulas não serem biodegradáveis e serem de difícil reciclagem. É, então, necessário conciliar preservação da qualidade do café durante o preparo, sustentabilidade e baixo custo. Assim, ao final do prazo de execução do projeto, espera-se chegar a uma solução, inclusive com possibilidade de patente.

O pró-reitor de Pesquisa explica que a escolha do tema para este primeiro edital baseou-se na extensa trajetória de tradição da UFLA na pesquisa com café, o que garante à instituição e seus pesquisadores competência especializada para avançar com a geração de tecnologias. “Temos diferentes segmentos e pesquisadores envolvidos com a temática – Pólo de Excelência do Café, INCT Café, Agência de Inovação do Café, Centro de Processamento de Produtos Agrícolas (laboratório multiusuário). Mas a intenção, pelo Programa, é que um novo edital seja publicado anualmente, lançando novas temáticas estratégicas. Há apenas a dependência da existência de recursos”, diz.

O Programa de Apoio à Formação de Redes de Pesquisa em Áreas Estratégicas, de acordo com a PRP, além de editais temáticos, deverá incluir a realização de workshops na Universidade, também para discutir temáticas complexas, com envolvimento de equipes de diferentes áreas dedicadas aos temas.

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.