Ir direto para menu de acessibilidade.
CAMPANHA NACIONAL

Começa em 22/4 nova fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe - professores estão nos grupos prioritários

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quarta, 17 Abril 2019 14:26 | Última Atualização: Quarta, 17 Abril 2019 14:45 | Acessos: 1737
Gentileza solicitar descrição da imagem
Campanha lançada pelo MS tem meta de vacinação de 90% para os grupos prioritários.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (Influenza) começou em 10/4 para gestantes e crianças de até 5 anos e 29 dias. Nesta segunda-feira (22/4) tem início uma nova fase, em que todos os grupos prioritários podem comparecer aos postos de saúde de Lavras para receber a dose da vacina. Os professores e profissionais da educação que atuam em sala de aula podem procurar o serviço a partir dessa data, portando documento de identidade e um documento de identificação funcional ou holerite.

É nessa etapa, que se estende até 31/5, que todos os grupos prioritários são atendidos. Além dos já citados, incluem-se entre os públicos-alvo as mulheres no pós-parto (até 45 dias após), os idosos, os trabalhadores da saúde e os doentes crônicos (com apresentação de relatório médico).

Na Universidade Federal de Lavras (UFLA), está em curso processo licitatório para aquisição de doses da vacina contra a Influenza, que serão disponibilizadas a servidores do quadro e funcionários terceirizados tão logo o processo de compra esteja concluído.

Outras informações sobre a vacinação
De acordo com notícia publicada pelo Ministério da Saúde (MS), a meta do órgão é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários. “A escolha dos grupos que receberão a vacina segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa definição também é baseada em estudos epidemiológicos e no comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe”.

Sobre as características da vacina que está sendo aplicada em 2019 o texto informa: “A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem o imunobiológico, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e óbitos”.

Leia o texto completo do MS