Ir direto para menu de acessibilidade.
setembro amarelo

Bem me quero, bem te quero: conversa interativa com os estudantes

Escrito por DCOM | Publicado: Quinta, 19 Setembro 2019 11:02 | Última Atualização: Quinta, 19 Setembro 2019 12:17 | Acessos: 369
Gentileza solicitar descrição da imagem

Dando continuidade a campanha de Setembro Amarelo “Bem me quero, bem te quero”, nessa quarta-feira (19/9) foi realizada a roda de conversa no palquinho do Centro de Convivência da Universidade Federal de Lavras (UFLA). A conversa interativa com os estudantes foi mediada pela equipe do Núcleo de Saúde Mental, composta por três psicólogos, um psiquiatra, dois farmacêuticos, uma enfermeira e uma coordenadora.  Como parte da interação com os estudantes, foram distribuídos adesivos e flyers informativos sobre o tema pelo projeto Minuto da Saúde, contando ainda com a participação da Unidade de Pronto Alegramento (UPA).

A proposta foi falar sobre o assunto, que hoje é considerado um problema de saúde pública, o suicídio. “ A maioria dos casos de suicídio são evitáveis, a intenção da campanha é para que as pessoas possam reconhecer quadros de adoecimento mental e situações potencialmente geradoras de ideação suicida”, destacou a coordenadora do núcleo Kátia Poles. MG 0207

Durante o diálogo alguns pontos foram abordados como, fatores de risco, sinais, etapas, mitos e verdades sobre o suicídio, como ajudar amigos e familiares com pensamentos e ideações suicidas, assistência mental e sobre as ações desenvolvidas pelo Núcleo de Saúde Mental. “Mais de 90% dos casos de suicídio estão associados a algum tipo de transtorno mental, principalmente, depressão, bipolaridade, esquizofrenia, e dependências químicas”, ressaltou a psicóloga Renata Rodarte.

O núcleo oferece atendimentos psicológicos e psiquiátricos, além de contar com o auxílio de farmacêuticos e enfermeiros. O seu funcionamento é na Coordenadoria de Saúde, no câmpus histórico, próximo à Praec/UFLA. Uma novidade esse semestre é a realização de oficinas temáticas sobre saúde mental, que ocorrem às terças-feiras à tarde, na sala 11 do pavilhão 3, basta comparecer. Além disso, o grupo de convivência, coordenado pela professora Alessandra Angélica de Pádua, do Departamento de Biologia, se reúne em uma roda de conversa, todas as terças no pavilhão 1, para dialogar sobre o dia-a-dia, um grupo que se dispõe a ouvir e a escutar os anseios e questões do outro.

A campanha

Iniciada em 10/9, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, a campanha do Setembro Amarelo na UFLA busca mobilizar a comunidade universitária e a sociedade de Lavras, promovendo diálogo para desmistificar questões sobre o tema e reforçar cuidados importantes com a saúde mental.

A campanha é realizada de forma colaborativa pelo Núcleo de Saúde Mental da Coordenadoria de Saúde da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec), pelo Projeto Minuto da Saúde e pela Diretoria de Comunicação (Dcom). Além de espaços para diálogo, foram elaborados quadrinhos que estão sendo divulgados nas redes sociais. As ilustrações abordam iniciativas para preservação da saúde mental e discutem a temática do suicídio nos núcleos familiares e de amigos, e foram feitos especialmente para o projeto pela estudante do curso de Nutrição da UFLA Letícia Andrade dos Santos Sales.

Estão previstas ainda palestras sobre suicídio e depressão na manhã de 28/9, com o tema “Não silencie, di-VIDA”, além de uma mobilização na praça Dr. Augusto Silva em 29/9. As inscrições para as palestras podem ser feitas pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., enviando nome completo.

 Acompanhe a programação completa da Campanha em ufla.br/setembroamarelo

 

Texto: Raphaela Mendonça, estagiária Dcom

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.