Ir direto para menu de acessibilidade.
Acessibilidade

Professora da UFLA disponibiliza vídeos em Libras para crianças

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 14 Abril 2020 11:14 | Última Atualização: Sexta, 30 Julho 2021 15:41
Gentileza solicitar descrição da imagem

O público infantil tem acesso a diferentes tipos de desenhos, filmes, contação de histórias, entre outros conteúdos disponíveis em meios de comunicação, porém, poucos são feitos pensando nas crianças surdas. Para procurar suprir essa demanda, principalmente neste momento de distanciamento social, a professora Erica Alves Barbosa Medeiros Tavares, do Departamento de Educação da Universidade Federa de Lavras (DED/UFLA), criou no Youtube o canal “A imagem da palavra - Libras”, com vídeos para crianças em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O canal possui contação de histórias, piadas, brincadeiras, poesias entre outros conteúdos, tudo em Libras e com foco na criança surda.  O material é organizado para crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

Parcerias

Os vídeos foram gravados, em 2014, em uma parceira da professora Erica com a Prefeitura de Juiz de Fora, tendo como parceiros os professores surdos da educação básica do Município. Na época, os vídeos foram disponibilizados em DVD para as escolas de Juiz de Fora.

Com o período de distanciamento social, e por falta de material voltado para o público infantil surdo, eles selecionaram os conteúdos a serem divulgados no Youtube. A proposta é que outros vídeos sejam disponibilizados

A professora Erica ressalta que, “a divulgação do canal é importante, pois quanto mais visibilidade mais crianças surdas serão alcançadas”. Além disso, outras crianças também podem ter acesso ao conteúdo disponível, “desta maneira, elas podem ter contato com a Libras”, completa.

Culturas africana e afro-brasileira em Libras

Para dar continuidade aos vídeos que serão publicados no canal, profissionais da UFLA e das universidades federais de São Carlos (UFSCar) e Juiz de Fora (UFJF), além da Prefeitura de Juiz de Fora, produzirão materiais bilíngues (Português/Libras), com tradução de contos, histórias e narrativas que revelam a filosofia africana pelo cultivo da natureza, da vida e, sobretudo, pela disseminação de valores que favoreçam a empatia e o respeito.

Esse projeto, ligado ao “Núcleo de Estudos e Pesquisas em Tradução, Interpretação e Educação para o Antirracismo em contextos sociolinguísticos de línguas de sinais”, criado e coordenado pela professora Diléia Martins (UFSCar), conta com a participação da professora Erica (UFLA). Outros interessados em participar das ações podem se cadastrar preenchendo o formulário: https://forms.gle/hNzUB86ab2Pb2VJp6

Texto: Greicielle dos Santos - bolsista Dcom