Ir direto para menu de acessibilidade.

Pautas e deliberações do Comitê Especial de Emergência para Enfrentamento à Covid-19

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Sexta, 26 Fevereiro 2021 12:37 | Última Atualização: Segunda, 16 Agosto 2021 10:04 | Acessos: 637
Gentileza solicitar descrição da imagem

 

Em reunião remota realizada na última sexta-feira (19/2), o Comitê Especial de Emergência para Enfrentamento à Covid-19 da UFLA analisou as seguintes pautas, com as respectivas deliberações:

 

 

  • Os protocolos do Restaurante Universitário e da moradia estudantil, já com aprovação da Vigilância Sanitária de Lavras, foram aprovados por unanimidade pelos membros presentes.
  • O protocolo dos servidores foi aprovado por unanimidade pelos membros presentes, mas com a ressalva que poderá ser revisado de acordo com a situação epidemiológica e de acordo com a capacidade do LabCovid e Telecovid. O documento agora segue para a Vigilância Sanitária de Lavras para aprovação.
  • Em relação aos protocolos para os estudantes, vigilância e geral, os documentos serão analisados e revisados para posteriormente serem aprovados pelo Comitê Covid-19.
  • Ocorreu uma breve apresentação do Plano de Contingenciamento das Unidades Acadêmicas. Esse plano será utilizado para todas as Unidades Acadêmicas, entretanto cada diretor deverá inserir uma tabela específica com as disciplinas e demais informações necessárias sobre o espaço que será utilizado.
  • Para o início das aulas presenciais todos os protocolos deverão estar prontos, para tanto foi solicitado o comprometimento de todos os membros para a finalização e o envio para a Vigilância Sanitária de Lavras.
  • Foi reforçado que o importante é informar à Administração da UFLA sobre os critérios adotados pelo Comitê para balizar, com critérios técnicos, as decisões do CEPE e das instâncias administrativas sobre o retorno das aulas presenciais.
  • Considerando as discussões em torno dos documentos normativos e instrutivos; as recomendações de outros comitês universitários; as condições epidemiológicas do País; os agravamentos das situações em alguns estados; a circulação de novas cepas; as condições de Lavras; a situação dos estudantes que precisam se formar; a necessidade do País da formação de profissionais de saúde nessa situação de emergência sanitária; as questões administrativas acadêmico-pedagógicas que implicam na formação dos profissionais, e a importância da oferta desses conteúdos de forma presencial o comitê chegou ao seguinte parecer:
  • Esse Comitê considera que, para o retorno das aulas práticas obrigatórias presenciais da graduação de 2020/1 e 2020/2 deverão ser considerados os seguintes critérios apoiados no “Minas Consciente – Retomando a economia do jeito certo”, proposta criada pelo Governo de Minas Gerais e vigente:
  1. Critérios Epidemiológicos:

Situação epidemiológica das duas últimas semanas no município de Lavras/MG, segundo as “ondas” baseadas nos indicadores epidemiológicos.

“Regras para as atividades de ensino, quando liberadas para funcionamento”. Nesse caso, em onda amarela, como a atual, as atividades podem retornar, e em onda vermelha, apenas os discentes dos cursos de saúde (medicina, medicina veterinária, educação física e nutrição).

  1. Critérios administrativos:

Todos os protocolos de biossegurança e planos de contingência necessários estejam finalizados e aprovados.

Os seguimentos incluídos na ação tenham acesso a clara comunicação.

Assim, considerando esses quatro parâmetros, as atividades poderão retornar de forma segura. A decisão administrativa sobre o calendário de atividades de graduação e pós-graduação é de responsabilidade do CEPE.

  • O Comitê considera, ainda que a vigilância deve ser permanente e, caso ocorra alguma alteração epidemiológica importante não prevista, as decisões possam ser revistas.