Ir direto para menu de acessibilidade.
evento

UFLA é representada em Fórum sobre novas Diretrizes Curriculares Nacionais de Engenharia

Escrito por Alana Freitas | Publicado: Sexta, 07 Julho 2023 12:45 | Última Atualização: Sexta, 07 Julho 2023 16:28
Gentileza solicitar descrição da imagem

A Pró-reitoria de Graduação da Universidade Federal de Lavras (Prograd/UFLA) esteve representada no fórum que tratou sobre a implementação das novas Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de graduação em Engenharia - “DCNs de Engenharia: Desafios, Oportunidades e Práticas”, promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG), no dia 29/7, em Belo Horizonte.

O evento contou com a participação de representantes do Crea-MG, do Conselho Nacional de Educação e das principais Instituições de Ensino Superior de Minas Gerais, que debateram sobre o tema e apresentaram as experiências de implantação das novas DCNs nos cursos de Engenharia. A programação contemplou a mesa-redonda “Desafios e Oportunidades das novas Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de graduação em Engenharia” e a apresentação de boas práticas na implementação das novas DCNs nas principais Instituições de Ensino do Estado. 

Uma comitiva da UFLA, composta pelo pró-reitor de Graduação, professor Ronei Ximenes Martins, e por professores de engenharia do câmpus-sede e do câmpus Paraíso, apresentou as experiências com o  Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia (BICT), do Instituto de Ciência Tecnologia e Inovação (Ictin-UFLA) e da Escola de Engenharia (EENG-UFLA), além das ações que têm sido adotadas a partir das Novas Diretrizes. 

“As novas DNCs requisitam mudança de atitudes e comportamentos, bem como a aprendizagem de novas habilidades. Os colegiados de cursos e os núcleos docentes estruturantes da UFLA trabalharam muito em 2022, discutindo as matrizes e sua nova organização. Esta etapa está completa e os estudantes que ingressaram em 2023 já estão cursando a matriz correspondente às DCNs vigentes, inclusive a que prevê a inserção de atividades de extensão no currículo.  Agora os colegiados estão trabalhando em seus projetos pedagógicos, que detalham e orientam a oferta das matrizes, o trabalho docente, as formas de inserção da pesquisa e da extensão na formação dos estudantes, como se dão estágios e atividades complementares, entre outros”, explica o pró-reitor, destacando o quanto foi proveitosa a troca de experiências com os demais representantes de universidades. 

“Foi uma oportunidade excelente para conhecermos o que outras instituições de Minas Gerais estão articulando e como se organizaram para a implantação das DCNn.  Conhecer boas práticas e relatos de experiência é primordial para que melhoremos nossas práticas e a oferta dos cursos. Foi o que ocorreu.  Trouxemos ótimas idéias e articulamos contatos com colegas de outras universidades para continuação dos debates sobre o que está funcionando e o que não está”,  finaliza o pró-reitor.  

Sobre as DCNs para a Engenharia

As principais características das DCNs para a Engenharia, estabelecidas em 2019, incluem:

  1. Flexibilidade curricular: As diretrizes buscam promover mais flexibilidade nos currículos dos cursos de Engenharia, permitindo que as instituições de ensino superior tenham liberdade para definir parte do currículo de acordo com as demandas regionais e as características específicas de cada curso. 
  1. Formação ampla e integrada: A formação em Engenharia deve ser ampla e integrada, englobando tanto conhecimentos técnicos específicos da área quanto competências transversais, como habilidades de comunicação, trabalho em equipe, liderança, ética profissional e capacidade de aprendizado contínuo. 
  1. Ênfase em competências: As DCNs destacam a importância do desenvolvimento de competências e habilidades práticas, além do conhecimento teórico. Isso inclui o estímulo à realização de atividades práticas, projetos e estágios, visando à aplicação dos conhecimentos em situações reais. 
  1. Integração entre teoria e prática: As diretrizes enfatizam a importância da integração entre a teoria e a prática ao longo do curso de Engenharia. Isso inclui a oferta de disciplinas práticas, laboratórios, projetos integradores e atividades de extensão que permitam aos estudantes aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de aula. 
  1. Atualização dos conteúdos: As DCNs estimulam a atualização constante dos conteúdos dos cursos de Engenharia, levando em consideração os avanços científicos e tecnológicos, as demandas do mercado de trabalho e as necessidades da sociedade. 
  1. Avaliação formativa: As diretrizes recomendam a utilização de uma avaliação formativa ao longo do curso, com o objetivo de acompanhar o desenvolvimento dos estudantes, identificar dificuldades e fornecer feedback para o aprimoramento contínuo.
 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.