Ir direto para menu de acessibilidade.
PARCERIA

Pesquisa da UFLA e da Universidade de Illinois sobre trabalho infantil é contemplada em edital da Fundação Lemman

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Segunda, 09 Mai 2022 09:37 | Última Atualização: Segunda, 16 Mai 2022 11:11
Gentileza solicitar descrição da imagem
Foto de Simon Reza no Pexels

A Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Lavras (FCSA/UFLA) foi contemplada com a Bolsa de Pesquisa Colaborativa da Fundação Lemann 2022, para o desenvolvimento de uma pesquisa em parceria com a Universidade de Illinois (EUA). Coordenado pelo professor Marcos Garcias, do Departamento de Administração Pública da UFLA, e pela professora Mary Paula Arends-Kuenning, da Universidade de Illinois, o estudo tem o objetivo de analisar a evolução do trabalho infantil no Brasil nos últimos anos e os possíveis impactos da pandemia de Covid-19.

Mary Arends e Marcos colaboraram em outros projetos, desde 2013, além de terem publicado separadamente artigos sobre o tema do trabalho infantil. “Com a bolsa, pretendemos estreitar essa relação, possibilitando trocas entre os dois pesquisadores e suas respectivas instituições de pesquisa, ajudando a promover uma conexão crescente entre as duas universidades nas ciências sociais aplicadas”, afirma Marcos.

A bolsa prevê recursos para um ano de pesquisa colaborativa, que podem ser usados em pesquisas de campo, passagens aéreas, despesas de transporte no país, despesas de moradia, entre outras. Marcos Garcias e Mary Arends farão visitas às respectivas universidades durante a execução da pesquisa, que também poderá envolver estudantes de pós-graduação da UFLA.

A pesquisa

Marcos explica que estimativas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) indicam, pela primeira vez desde o ano 2000, que o mundo não avançou na redução do trabalho infantil. Entre outros fatores, o fechamento das escolas durante a pandemia de Covid-19 e a redução da renda familiar, devido à perda de emprego de outros membros da família, podem ter contribuído para forçar a entrada de crianças no mercado de trabalho.

“Nossa pesquisa irá analisar se o Brasil continuou avançando em suas metas de combate ao trabalho infantil durante a pandemia de Covid-19. Também investigaremos a natureza do trabalho infantil e quais tipos de trabalho infantil aumentaram durante a pandemia. Será examinada, ainda, a relação entre as ocupações/escolaridade dos pais e a probabilidade de crianças trabalharem. Realizaremos análises específicas para o meio rural, porque o processo sucessório da agricultura familiar é um tema relevante e  pode motivar a entrada antecipada dos jovens em atividades produtivas”, resume o docente.

Para alcançar esses objetivos, serão usados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), dados de secretarias estaduais de educação, bem como estimativas econométricas capazes de medir o impacto do trabalho infantil nas variáveis socioeconômicas.

Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.