Ir direto para menu de acessibilidade.
Mercado

“We were on a break!”: perfil dos consumidores de séries de TV em Lavras

Escrito por Pollyanna Dias | Publicado: Quarta, 09 Janeiro 2019 15:14 | Última Atualização: Sexta, 18 Janeiro 2019 09:38 | Acessos: 702
Gentileza solicitar descrição da imagem

Se você é apreciador da indústria do audiovisual, muito provavelmente sua atenção está voltada para o universo de seriados nas plataformas de streaming, na TV e na internet.  Nas horas vagas, você passa horas e horas no sofá assistindo a vários episódios? Essa onda é tão grande que os hábitos e as preferências de consumidores das séries televisivas foram analisados em uma pesquisa da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Para definir o perfil dos consumidores das séries de TV, pesquisadores do grupo de estudos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Departamento de Administração e Economia (DAE) entrevistaram 303 pessoas com idade entre 18 e 45 anos no município de Lavras. Dados apontaram que 60% dos entrevistados assistem a apenas uma série de cada vez, enquanto o restante acompanha várias ao mesmo tempo. Os espectadores seguem espisódios, em média, 4 horas por semana e, sobretudo, durante a noite. Na maioria das vezes, a pessoa assite ao programa sozinho (65%), enquanto 18% veem ao lado do namorado, 11% com a família e 5% entre amigos.  

O levantamento informou que metade das pessoas fazem maratonas, ou seja, tem o hábito de emendar um episódio atrás do outro.  Do total, 10,3% compram produtos relacionados às séries, como camisetas, canecas, boton e fantasias dos personagens. Entre o público mais fiel, 36% interage na internet com outros fãs em fóruns e grupos de redes sociais. 

Friends

O número de produções para TV é tão grande que parece cada vez mais difícil escolher quais séries acompanhar. Ao todo,  os entrevistados citaram 174 séries nos questionários. Mas ainda são os fãs do seriado americano “Friends” que posicionam o programa no topo das preferências (7,4%) – um fenômeno audiovisual que desde 1994 fez rir telespectadores de todo o mundo.  Game of Thrones ocupa o segundo lugar no ranking dos prediletos, com 6,25%, seguido de Gray´s Anatomy (5,7%).  “Embora Friends lidere as preferências, as pessoas têm gostos diversos e a quantidade de produtos citados mostra como o mercado das séries é muito competitivo”, frisa o orientador do estudo e professor de Marketing do DAE, Daniel Carvalho Rezende.

Séries x Filmes

Em um movimento que se acentuou nos últimos anos, as séries atropelaram a indústria do cinema e assumiram o protagonismo no debate cultural. Fenômeno mundial, consumidores de Lavras confirmaram esse padrão de comportamento que levou o cinema ao papel de coadjuvante na atualidade.

Pelo menos 40% dos entrevistados assumiram ver menos filmes depois de começar a acompanhar os seriados. O número de idas ao cinema é menor: 90% afirmaram assistir estreias na telona uma ou nenhuma vez por mês. “Cinema é um lazer esporádico, provavelmente pelo alto custo e necessidade de sair de casa até outro local”, ressalta o orientador.

O formato de seriado foi o que melhor acompanhou a mudança de hábitos do espectador. “Atraiu tanto diretores quanto artistas que migraram do cinema para as séries. Nelas, o público encontra temáticas mais adultas, enquanto as grandes produções do cinema estão infantilizadas, concentradas em desenhos animados e super-heróis. Embora filmes também tenham continuações, a própria natureza da série dá mais espaço para o roteirista contar uma história e conquistar a atenção do público por muito tempo, gerando um vínculo maior”, explica.

 

 

Reportagem: Pollyanna Dias, jornalista- bolsista Dcom/Fapemig

Edição dos Vídeos: Luís Felipe Souza Santos  - bolsista  Dcom/UFLA  

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.