Ir direto para menu de acessibilidade.
UFLA NA MÍDIA

Pesquisas sobre biofortificação desenvolvidas na UFLA foram destaque no G1 Sul de Minas

Escrito por melissa.pinto | Publicado: Quinta, 30 Mai 2019 17:49 | Última Atualização: Quinta, 30 Mai 2019 18:22 | Acessos: 354
Gentileza solicitar descrição da imagem

Pesquisas realizadas pelo Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras (DCS/UFLA) buscam desenvolver, por meio da Agricultura Funcional, alimentos enriquecidos que possibilitam o consumo das quantidades diárias de iodo, zinco e selênio necessárias para a prevenção de doenças. Esses 'superalimentos' foram destaque no G1 Sul de Minas de terça-feira (28/5).

Na tentativa de reverter a falta de nutrientes encontrados nos solos agricultáveis do Brasil, pesquisadores apostam na biofortificação agronômica de alimentos - técnica que visa adicionar, por manejo de adubação, as substâncias no solo ou diretamente nas folhas das plantas, tornando os alimentos mais nutritivos e benéficos à saúde.

O processo chamado de biofortificação, além de aprimorar alimentos trazendo benefícios para o consumo, também garante o aumento de produtividade, pois em pequenas áreas o agricultor pode obter grãos com mais qualidade.  Além disso, grandes mercados consumidores podem ser atraídos por esses “superalimentos”.

Leia, na íntegra, a notícia do G1 Sul de Minas

 

Texto: Melissa Carvalho - Estagiária DCOM/ UFLA

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.