Ir direto para menu de acessibilidade.
Inovação

Aparelho adquirido pela UFLA agiliza resultados de pesquisas e traz inovação no ensino e extensão

Escrito por Greicielle Santos | Publicado: Quinta, 28 Novembro 2019 11:26 | Última Atualização: Quinta, 28 Novembro 2019 11:26 | Acessos: 440
Gentileza solicitar descrição da imagem

Em blocos cirúrgicos onde se opera seres humanos ou animais com câncer, é comum os médicos utilizarem um aparelho que permite realizar cortes imediatos no tecido operado para verificar se este contém todas as células cancerígenas presente no tumor ou se ainda é necessário um corte maior para retirar essas células. Esta é apenas uma das aplicações deste aparelho de nome pouco usual, o criostato, importante para a ciência e para a população.

Na Universidade Federal de Lavras (UFLA), um criostato foi instalado no Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural (LME), um laboratório multiusuário nacional, podendo ser utilizado por pesquisadores da UFLA e também outros centros parceiros. O objetivo foi trazer inovações em pesquisas na cafeicultura: ele reduz o tempo de análise, pois possibilita pegar uma amostra fresca que passará por um processo de congelamento e logo estará pronta para os cortes para observação em microscópios de luz. “Deste modo, a amostra não precisa passar pelos processos de fixação, inclusão e embrocamento que demandam tempo e recursos financeiros, além de poderem alterar propriedades da amostra. O criostato mantém as propriedades imunogênicas da amostra e garante resultados mais rápidos”, destaca o coordenador do LME, professor Eduardo Alves. 

O aparelho foi adquirido com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que financia o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café (INCT) coordenado pelo professor Mário Lúcio Vilela Resende. Além de pesquisas na cafeicultura, será de grande importância também em outras áreas. “Ele vai ser aplicado em vários setores da Universidade. A expectativa é que auxilie vários pesquisadores das áreas de botânica, fitopatologia, medicina, medicina veterinária e outras”, explica Eduardo.

Utilização do laboratório

Para fazer uso do criostato, é preciso que os pesquisadores passem por um treinamento com o objetivo de aprenderem a manuseá-lo. Os interessados devem entrar em contato pelo telefone (35) 38291014 ou presencialmente no LME.  

Reportagem: Greicielle dos Santos - bolsista Dcom/Fapemig

Edição do vídeo: Rafael de Paiva  - estagiário  Dcom/UFLA 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.