Ir direto para menu de acessibilidade.
PRODUÇÃO DE CAFÉ

Déficit hídrico e altas temperaturas irão afetar a produção de café em 2021 no sul de Minas

Escrito por Melissa Vilas Boas | Publicado: Quinta, 17 Setembro 2020 08:57 | Última Atualização: Segunda, 21 Setembro 2020 16:40 | Acessos: 458
Gentileza solicitar descrição da imagem
Filme de polietileno na cobertura do solo ajuda a proteger a lavoura

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que, em 2020, a produção de café na região sul de Minas Gerais deve se situar entre 17 e 17,8 milhões de sacas, o que representa um crescimento de até 27,3% em comparação à safra 2019. Em 2021, a safra já seria naturalmente menor em razão da bienalidade de produção; porém, essa queda poderá ser ainda maior devido a fatores climáticos, que têm sido determinantes no volume da produção de café no Brasil. De acordo com o professor do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (DAG/UFLA) Rubens Guimarães, as temperaturas elevadas, aliadas ao déficit hídrico observado nos últimos meses, são as principais limitações climáticas à produção do cafeeiro nas diversas regiões de cultivo e pode levar a grandes perdas para os produtores em 2021.

Leia mais no Portal da Ciência UFLA

Texto: Melissa Vilas Boas – Bolsista Comunicação / UFLA 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.