Ir direto para menu de acessibilidade.
ufla na mídia

Pesquisa que busca entender os efeitos da seca e das altas temperaturas no solo e na planta de café é destaque no Jornal Estado de Minas

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Sexta, 23 Outubro 2020 09:46 | Última Atualização: Sexta, 23 Outubro 2020 09:47 | Acessos: 128
Gentileza solicitar descrição da imagem

Estudo desenvolvido por pesquisadores do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (DAG/UFLA), que busca entender os efeitos da seca e das altas temperaturas no solo e na planta de café, é destaque no Jornal Estado de Minas.

A pesquisa alia técnicas já conhecidas com métodos inovadores para mitigação dos efeitos da menor disponibilidade hídrica no cafeeiro. Propondo combinação como: manejo da cobertura do solo (com material orgânico ou mesmo filme de polietileno), manejo ecológico da braquiária, uso de fertilizantes de eficiência aumentada (estabilizados, de liberação lenta ou de liberação controlada), uso de polímeros retentores de água e condicionadores de solo.

De acordo com o professor Rubens Guimarães, foi possível propor técnicas de manejo da lavoura para aumentar a capacidade de armazenamento de água e diminuir as temperaturas no solo e nas plantas para menor, melhorando a absorção de nutrientes com benefícios diretos no controle de pragas e doenças.

Os responsáveis pela pesquisa reforçam que as temperaturas elevadas, aliadas ao déficit hídrico, são as principais limitações climáticas à produção do cafeeiro que levarão a grandes perdas para os produtores em 2021.

Acesse a matéria completa no site do Jornal Estado de Minas.

Leandro Robeiro: bolsista Proat/Comunicação. 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.