Ir direto para menu de acessibilidade.
SAÚDE E BEM-ESTAR

Pesquisadores avaliam efeitos de treinamentos físicos no metabolismo de mulheres diabéticas após a menopausa

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Quinta, 25 Março 2021 13:13 | Última Atualização: Segunda, 16 Agosto 2021 10:26 | Acessos: 331
Gentileza solicitar descrição da imagem
Grupo de mulheres participantes da pesquisa do PPG em Ciências da Saúde

Antonieta Francisco Balbino Candido, 63 anos, estava com peso acima do ideal, dificuldades para controlar a diabetes e a pressão arterial, sentia fortes dores nas costas e nos pés e apresentava um quadro depressivo quando foi convidada a participar de uma pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Lavras para avaliar o efeito de treinamentos físicos no metabolismo e na qualidade de vida de mulheres com diabetes após a menopausa.

O estado em que Antonieta se encontrava é comum em mulheres nessa fase da vida. “A redução da produção dos hormônios femininos, combinada com uma alimentação inadequada e com o sedentarismo, dificultam o controle da glicemia, do colesterol e da pressão arterial. Além disso, distúrbios emocionais, como ansiedade e depressão, podem ser agravados nessa fase da mulher, reduzindo sua qualidade de vida”, explica a professora do Departamento de Saúde Aline Carvalho Pereira, coordenadora da pesquisa junto com a professora Nathália Maria Resende, do Departamento de Educação Física.

 

Leia a reportagem completa no Portal da Ciência.