Ir direto para menu de acessibilidade.
NANOTECNOLOGIA

UFLA adquire um dos mais modernos Microscópios Eletrônicos de Varredura

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 06 Julho 2021 13:30 | Última Atualização: Quinta, 08 Julho 2021 15:34 | Acessos: 1505
Gentileza solicitar descrição da imagem
Imagens de nanopartículas observadas a 200 mil vezes no novo microscópio

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) acaba de instalar um Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV) de ultra-alta resolução (três vezes maior que um MEV convencional), com sistema que evita a influência de campo magnético nas análises e capacidade analítica avançada. O aparelho é um dos mais completos no Brasil e permitirá o avanço das pesquisas com nanopartículas nas áreas biológicas e de materiais. A aquisição foi realizada com recursos de um projeto apoiado pela Finep para Centros Nacionais Multiusuários.

O microscópio apresenta nove detectores e pode atingir níveis de resolução subnanômetricas, ou seja, possui capacidade para ampliar uma imagem mais de um milhão de vezes. O equipamento também pode realizar análises em sistemas de alto e baixo vácuo, criogênico e em STEM, ou seja, tem capacidade de analisar amostras sem necessidade de preparação, amostras congeladas e no sistema de transmissão de elétrons, tudo em um único aparelho.

O professor Eduardo Alves, coordenador técnico do Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural (LME), explica que o aparelho pode ser usado para a observação de amostras de vírus, bactérias, fungos, plantas, tecidos animais, nanomateriais (de origens biológicas ou metálicas) e na análise química de amostras. “Ele permitirá o avanço das pesquisas com nanopartículas, das quais poderão surgir produtos para o agronegócio, a indústria de materiais, a área de fármacos, a indústria de alimentos e a medicina”, afirma.

O microscópio está instalado no LME, laboratório classificado pela Finep como um Centro Nacional Multiusuário, e está disponível para uso da comunidade da UFLA e de instituições parceiras.