Ir direto para menu de acessibilidade.
Sustentabilidade

Pesquisadores desenvolvem manta de nanofibras para liberação sustentável de insumos agrícolas

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 14 Setembro 2021 14:25 | Última Atualização: Terça, 14 Setembro 2021 14:25 | Acessos: 280

Estudo também possibilitou a criação de uma startup para levar a nova tecnologia ao campo.

fabricação da nanofibra
Processo de fabricação da nanofibra com a técnica SBS

 

A tese de doutorado desenvolvida por Ana Carolina Cortez Lemos no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Biomateriais da Universidade Federal de Lavras (UFLA) é um exemplo de como a pesquisa pode auxiliar na produção sustentável de alimentos. A pesquisa utiliza a Solution Blow Spinning (SBS), técnica de fiação de sopro desenvolvida em 2009 por pesquisadores brasileiros e norte-americanos, para obter teias não tecidas de micro e nanofibras que melhoram o isolamento de som e temperatura, aumentam a retenção de líquido e são promissoras para diversos usos.

Utilizando a técnica SBS foram produzidas mantas de nanofibras a partir de polímeros com potencial biodegradável, semelhante a um produto já existente no mercado. Na primeira fase da pesquisa, Ana Carolina avaliou  o uso desses polímeros com aplicação e uso de herbicidas, sendo feitos testes no cultivo de milho.Na outra fase, a pesquisadora  produziu o produto mínimo viável (MVP) para liberação lenta de fertilizantes de eficiência aumentada na produção de flores. Além do produto gerado e de benefícios, como a economia de água, já que a manta retém umidade do solo; a fácil aplicação, feita de acordo com a demanda de cada planta (produto personalizável); e o aumento de produtividade, o novo produto possibilitou aos pesquisadores a criação de uma startup.

Em 2020, Ana Carolina e seu orientador, o professor Juliano Elvis de Oliveira, da Escola de Engenharia, participaram da Chamada Grafeno, edital 01/2020 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Confira a  reportagem completa sobre a pesquisa no Portal Ciência.