Ir direto para menu de acessibilidade.
Meio Ambiente

Estudo mostra como os cursos d'água e seu entorno foram modificados na área urbana de Lavras

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 07 Outubro 2021 14:47 | Última Atualização: Quinta, 07 Outubro 2021 14:47 | Acessos: 223

Tese, desenvolvida em cotutela com universidade francesa, avaliou as transformações da paisagem, os usos e ocupações do solo urbano no entorno de nascentes e cursos d 'água em Lavras e em Angers, na França

Cotutela de tese orientadoras Patricia Paiva e Nathalie Carcaud
Rafael com as orientadoras Patricia Paiva e Nathalie Carcaud

O desenvolvimento das cidades, ao longo dos séculos, concentrou-se principalmente em locais com abundância de água; com isso, áreas próximas a rios e córregos sofreram ocupações irregulares em suas margens. Atualmente, leis ambientais mais rígidas quanto à proteção de recursos hídricos geram preocupação para autoridades sobre o uso desses locais, chamados de Áreas de Preservação Permanente (APP), pois, como explica o pesquisador Rafael de Brito Sousa, do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA), a ocupação desses vales contribui para o processo de degradação dos corpos d'água, que pode levar, por exemplo, a inundações recorrentes. A pesquisa de Rafael, intitulada The trajectory of urban river landscapes and multifunctionality: case study analysis of a French city (Angers) and a Brazilian city (Lavras) - Trajetória da paisagem e multifuncionalidade dos rios urbanos: um estudo de caso da cidade francesa de Angers e da brasileira, Lavras -, teve orientação da  professora Patrícia Duarte de Oliveira Paiva, da Escola de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Lavras. 

Leia a reportagem completa sobre o estudo no site do Ciência UFLA.