Ir direto para menu de acessibilidade.
Covid-19

LabCovid realiza mais de 1.600 exames para detecção da Covid-19 em período recorde

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 20 Janeiro 2022 14:57 | Última Atualização: Quinta, 20 Janeiro 2022 16:03
Gentileza solicitar descrição da imagem

Neste ano, em apenas 18 dias, o Laboratório de Diagnóstico Molecular da Covid-19 da Universidade Federal de Lavras (LabCovid UFLA) processou 1.659 amostras. Em 525 foi detectável o Sars-CoV-2, não sendo considerado o resultado das amostras coletadas no dia 20/01. 

Os testes, realizados de acordo com os critérios de testagem de Minas Gerais/ Manual de Diagnóstico da Covid-19, são de suma importância para o controle epidemiológico e combate à pandemia. “Essa testagem deve seguir os protocolos vigentes do Ministério da Saúde, pois a Covid-19 é uma doença de notificação compulsória, ou seja, todos os casos de síndrome gripal ou síndrome gripal aguda grave devem ser reportadas nos sistemas do SUS. Testar com rigor e critério é a ferramenta mais eficaz para conter a disseminação do vírus”, destaca o coordenador-geral do LabCovid, professor Bruno Del Bianco Borges

O coordenador esclarece que o Laboratório não atua na vigilância genômica, ou seja, não são realizados exames para detecção de outras variantes, como a ômicron, por exemplo, porém, as amostras positivas com alta carga viral e que atendem aos critérios de interesse do Estado, ficam disponíveis para que o Laboratório Central de Saúde Pública da Fundação Ezequiel Dias (Lacen/Funed)  as solicite e faça a investigação de variantes. 

Ele acrescenta que os esforços do LabCovid atualmente tem se concentrado no diagnóstico da Covid-19, e que a testagem, do ponto de vista da triagem dos pacientes, consulta ambulatorial e coleta, é de responsabilidade da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec), por meio da Coordenadoria de Saúde, nos casos de pacientes vinculados à Universidade. Os demais casos, vinculados aos municípios atendidos pelo Laboratório, são de responsabilidade das secretarias municipais de saúde. 

“Atuamos de acordo com as demandas recebidas e conforme o Estado libera os insumos. A contrapartida da UFLA é a disponibilização de servidores, liberação de espaço físico e equipamentos (que foram adquiridos com recursos federais para essa finalidade)”, diz Bruno. O resultado é liberado como detectável; não detectável ou inconclusivo.

Passo a passo  

O primeiro passo para a realização do teste de diagnóstico é agendar um atendimento com um profissional de saúde. Se for público externo à UFLA, o paciente deverá procurar um posto de atendimento, seja ele Unidade de Pronto Atendimento (UPA), hospitais ou Postos de Saúde, isso dependerá do atendimento no município. O LabCovid atualmente recebe amostras de 31 cidades, incluindo o município de Lavras (MG), essas cidades são selecionadas pela Superintendência Regional de Saúde (SRSV). 

Caso o paciente tenha vínculo com a UFLA, o atendimento será por meio do do Ambulatório da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (Praec), pelos telefones (35) 99974-6779, das 7h às 11h e das 13h às 17h, ou 2142-2197, em horário estendido, das 7h às 21h, de segunda a sexta-feira. 

Após passar pela triagem no ambulatório, se for necessário, o paciente agendará uma consulta virtual com o profissional de saúde, e dependendo da situação, o profissional o encaminhará para a coleta do material (secreção nasofaríngea), que será analisado pelo LabCovid. “Atualmente, aumentaram os dias de coletas (segundas, quartas e sextas-feiras). É importante esclarecer que o Labcovid não possui equipe técnica para os procedimentos prévios ao processamento do material, ou seja, o LabCovid não faz triagem, consulta e nem coleta de material, ficando sob nossa responsabilidade o processamento da amostra e o diagnóstico”, ressalta o coordenador-geral do LabCovid. 

Assista ao vídeo e confira a dinâmica de funcionamento do LabCovid e realização do exame RT-PCR.